Efraim sinaliza apoio a Ricardo e aconselha Cícero a se engajar

O presidente dos Democratas da Paraíba, senador Efraim Morais, admitiu hoje na Rede Paraíba Sat de rádio que pode defender uma candidatura nova, diferente da sua ou do senador Cícero Lucena (PSDB). Segundo ele, a possibilidade se deve à necessidade de unir as oposições: "No caso de Cícero não conseguir viabilizar sua candidatura, ele deve continuar nesse grupo. Vamos ter que buscar a unidade. Não podemos sair com uma chapa fragilizada, com um barco que ameace afundar no meio do caminho. Nesse momento, os presidentes de partidos têm que pensar nos interesses de suas bancadas proporcionais", disse Efraim, numa alusão velada ao nome de Ricardo Coutinho.

O democrata adotou um discurso muito parecido com o de Cássio Cunha Lima (PSDB) e declarou que o grupo político que integra não pode disputar as eleições do ano que vem sem perspectiva de vitória: "Estou terminando meu mandato. Cássio está sem mandato e as oposições têm que estar unidas para enfrentar nosso adversário que é José Maranhão".

Para ele, a chegada do ex-governador Cássio Cunha Lima vai definir os rumos do grupo em direção ao pleito de 2010: "Falta a peça principal que é Cássio. Com a chegada dele, vamos definir a chapa. Não podemos ter briga paralela. Nossa definição é de estar ao lado de Cássio. Pregamos a unidade acima de interesses localizados", resumiu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.