Edgard Malagodi diz que compra de votos acontece abertamente na Paraíba

O candidato do PSOL ao Senado, Edgard Malagodi, declarou hoje que a compra de votos acontece de maneira aberta nesta campanha eleitoral na Paraíba. A declaração foi dada na Rede Paraíba Sat. Segundo ele, o papel de fiscalizar cabe apenas à Justiça Eleitoral e às autoridades policiais porque as denúncias podem gerar risco de violência para as testemunhas.

– Os candidatos usam abertamente a corrupção. Eles gastam milhões, muito mais do que declaram e a gente se pergunta de onde vêm os recursos, já que eles não põem dinheiro próprio na campanha. Existe uma cadeia de corrupção eleitoral montada. A Justiça eleitoral está num processo longo de preparação para agir. Vejo os carros e motos abastecendo de graça em algumas cidades. As pessoas perguntam se eu faço isso também, mas quem paga essa conta é o prefeito local. As cidades são tão pobres, falta recurso para tudo, mas as prefeituras são obrigadas a pagar o ônus dessa palhaçada, sem nenhum retorno à população.

Para Malagodi, as autoridades devem sair de seus escritórios para enfrentar os flagrantes de compra de votos nas eleições 2010.

– Talvez alguns candidatos tenham condições de fazer isso, já que eles têm mega estruturas de campanha. Para mim, não dá. Não posso parar minha campanha para fotografar uma fila de motos sendo abastecidas e às vezes as pessoas me revelam isso, mas tenho medo de gerar uma situação de violência porque se a pessoa quiser testemunhar, pode haver represália violenta. Só a Polícia Federal ou investigadores inflitrados poderiam documentar isso, com delegação da justiça eleitoral. Eu não posso expor quem me apóiam porque eles podem se envolver em crimes. Eu vejo isso, mas não tenho como fazer uma denúncia documentada. É inviável. Os grandes candidatos podiam fazer isso, mas eles têm um pacto de silêncio.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.