Ecos do Juízo Final: Tatiana Domiciano é exonerada da presidência da PBGás

Um dia depois de ter seu nome citado entre os suspeitos de participação em um esquema de corrupção a partir do Governo da Paraíba, a presidente da PBGás, Tatiana Domiciano, foi exonerada do cargo. A comunicação foi feita pelo governador João Azevedo (sem partido) ao conselho administrativo da companhia na tarde de hoje. Ela foi a primeira mulher a assumir a presidência da Companhia Paraibana de Gás, o que aconteceu no ano de 2018.

Na Medida Cautelar Inominada assinada pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida, relator da Operação Calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba, Tatiana foi mencionada como integrante do Núcleo Administrativo de uma Organização Criminosa que tinha como objetivo manter “um projeto de poder” comandado pelo ex-governador Ricardo Coutinho.

Por causa da referência a seu nome na Operação Calvário, Tatiana emitiu ontem uma nota que está reproduzida abaixo:

Na condição de Diretora Presidente da PBGás e cidadã, venho, por meio desta, informar:

1 – quanto à medida cautelar inominada sob o nº 0000835-33.2019.815.000 , que deflagrou mais uma fase da Operação Calvário, apenas tive ciência hoje, via imprensa estadual, razão pela qual estou buscando o acesso integral aos termos do processo;

2 – A Companhia de Desenvolvimento da Paraíba – CINEP possuía assento no Conselho de Administração do LIFESA/PB, por designação estatutária, não tendo a pessoa física Tatiana Domiciano qualquer relação societária com aquele laboratório;

3 – Enquanto Diretora Presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba – CINEP e demais órgãos onde atuei, sempre busquei agir com honra e competência, visando atender ao interesse público e coletivo;

4 – que nenhum mandado foi expedido em meu nome e que me coloco à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários .

Tatiana da Rocha Domiciano

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.