DJ Ivis é solto após três meses preso por agressões à ex-esposa

O músico paraibano Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, foi solto da prisão nesta sexta-feira, 22 de outubro, após passar três meses sob cárcere no presídio Centro de Triagem e Observação Criminológica (CTOC), em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A informação foi confirmada pela assessoria da Secretaria de Administração Penintenciária (SAP). A soltura do artista foi autorizada, segundo o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), pela Vara Única de Eusébio no início da noite desta sexta-feira, 22, e o alvará foi expedido horas depois.

DJ Ivis estava preso preventivamente desde o fim da tarde do dia 14 julho, três dias após sua ex-companheira, Pamella Holanda, publicar em seu perfil no Instagram, no dia 11 de julho, imagens onde o DJ aparecia dando socos e chutes nela. Algumas das agressões chegaram a acontecer na presença da filha do casal, de apenas nove meses. Outras pessoas aparecem nas cenas divulgadas, mas não chegam a interferir em momento algum.

O caso ganhou repercussão nacional e diversas personalidades públicas se manifestaram em repúdio à violência cometida pelo músico. Durante investigação da polícia, foram colhidos depoimentos de testemunhas sobre o caso, como o motorista e a empregada doméstica do músico, além da própria vítima.

No sábado, 17 de julho, a Justiça negou um pedido de habeas corpus feito pela defesa do artista. Outro pedido de foi fapreciado pela Câmara em 24 de agosto, pouco mais de um mês depois da primeira tentativa de soltura do cantor. Assim como da última vez, a solicitação foi denegada e Iverson foi mantido preso.

 

 

O Povo Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.