Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Dirigentes do PV dizem que Marina vai tirar votos de PSDB e PT

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Depois de desfalcar a bancada do PT, partido no qual militou desde a juventude, a senadora Marina Silva (AC) pode agora causar danos à sigla também nas urnas. Pelo menos é nisso que aposta o vice-presidente do PV, Alfredo Sirkis, um dos articuladores da filiação de Marina ao partido.

“Ela vai tirar votos do PT e do PSDB. Vai tirar do PT porque ela é mulher e originária deste partido e vai tirar votos do PSDB porque tem a simpatia da classe média do Centro-Sul”, disse Sirkis ao G1. Pelo PT, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) é apontada como possível candidata do partido à Presidência. No PSDB, os governadores José Serra (SP) e Aécio Neves (MG) aparecem como os nomes mais fortes para entrar na disputa.

Marina, que se filia neste domingo (30) ao Partido Verde, ainda não confirmou se sairá candidata à Presidência da República no ano que vem. No partido, porém, a candidatura da senadora não é vista como uma possibilidade, mas como fato consumado.

O presidente da sigla, José Luiz Penna, disse que a prioridade atual do PV é montar uma estrutura de alianças capaz de viabilizar a candidatura. “Os próximos planos são eleger Marina presidente e montar uma belíssima bancada de deputados federais.” O PV tem 14 parlamentares.

O deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) diz que uma candidatura própria do partido é importante para ampliar o leque de escolhas dos eleitores. “Não entramos na campanha para prejudicar ninguém. Queremos enriquecer o eleitor com várias alternativas”.

Para ele, a entrada de Marina Silva vai fortalecer o PV. “Nós esperamos que a Marina contribua com o processo de refundação do partido. A entrada dela vai intensificar as bandeiras do PV, de desenvolvimento sustentável, na pauta do Legislativo”, afirmou.

Alianças

Segundo o presidente do partido, o PV vai tentar alianças com partidos que se identificam com a defesa do meio ambiente. “Vamos afinar internamente, fazer a filiação da senadora e começar uma discussão de programa de alianças. Não vamos fazer política convencional de lotear o poder”, afirmou Penna.

“A vinda da senadora [para o PV] é algo previsível e já se fazia tarde porque ela é ligada, por exemplo, a Chico Mendes, que foi um dos primeiros ativistas do PV”, afirmou Penna.

Gabeira disse que o PV já se movimenta para conquistar o apoio de outros partidos nas eleições para presidente, governador e Legislativo, em 2010. “Já estamos falando com alguns partidos, partidos pequenos, que se identificam com o PV”, disse.

 

G1

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

joaobelga

Paraíba terá Centro de Distribuição e fábrica de esquadrias de PVC de empresa da Bélgica

Artêmio Picanço, advogado

Advogado considera “surreal” decisão da Justiça da Argentina pela prisão domiciliar de Antônio Neto; veja

Igreja Matriz de Monteiro

Polícia procura mulher suspeita de furtar dinheiro de ofertas da Igreja Matriz, de Monteiro

PF Operação Rescue

Operação da PF prende homem por armazenar imagens de abuso sexual de crianças

Concurso, freepik 1

MP recomenda retificação de edital do concurso para Guarda Civil de Santa Rita

PF operação Pombo, Objetos encontrados em casa de funcionários dos correios

PF investiga desvio de encomendas dos Correios e apreende objetos em casa de servidor

João Pessoa linda demais, secom pb

João Pessoa é destaque entre os Top 10 Destinos de Viagem para o mês de julho

Fábio Andrade, procurador-geral do Estado

Estado aprova lista de acordos diretos de precatórios com 593 propostas e R$ 78 milhões

Sérgio Moro 22

Por unanimidade, TSE rejeita cassação do mandato de Sergio Moro

Perilo Lucena, juiz

Ação alerta contra abuso e exploração sexual infantil nos festejos juninos de CG