Diamante inaugura banheiro por R$ 50 mil e secretário diz que “obra” é “cartão postal”

O prefeito de Diamante, Hermes Mangueira Filho (Podemos), virou notícia em toda a Paraíba por ter realizado neste domingo, 21, a inauguração de um banheiro público com direito até mesmo a queima de fogos. A obra, segundo a oposição, demorou quase 10 meses para ser concluída e custou R$ 50 mil.

A construção foi realizada em cima de um canteiro que fica na rua Professor José Marques, no centro da cidade, e funciona como um “novo cartão postal”. O banheiro recebeu uma ilustração com a imagem aérea da “Pedra Montada”, ponto turístico de Diamante, além de um reator de energia elétrica dos anos 80 e até um banco para fila de espera.

Diante da galhofa que o banheiro de Diamante se tornou, o secretário de Infraestrutura, Jailson de Sousa, disse que a obra está “dentro da base orçamentária” e definiu-a de forma mais abrangente que apenas um local para se fazer as necessidades fisiológicasa. “Não é um banheiro, é um prédio com capacidade de mais dois andares, com todo o material de primeira linha, porcelanato, todos os vasos da melhor qualidade e um outdoor com paisagem do nosso município. Hoje, é considerado um ponto turístico. Pessoas vão lá para tirar foto de tão perfeito que ficou. No meu ponto de vista, é um valor que ficou abaixo do que está valendo hoje devido a tanto aumento que teve o material de construção e a qualidade do material utilizado”, disse.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.