Deputados rejeitam proposta de Estela para voto de repúdio a Bolsonaro

Os deputados estaduais não aprovaram, nesta terça-feira (22), o requerimento de autoria da deputada Estela Bezerra que propunha um Voto de Repúdio ao presidente da República, Jair Bolsonaro. O deputado Jeová Campos, que em discurso a favor da iniciativa, disse que subscrevia o requerimento, lamentou a não aprovação da matéria. “Não estávamos propondo um Voto de Repúdio a pessoa, mas aos atos de desrespeito com a Amazônia, com os índios, com questões elementares da vida nacional. Um presidente não pode se portar desta forma, com tanto descaso com questões tão fundamentais para a sociedade brasileira”, justificou o parlamentar, citando a postura frente aos incêndios da Amazônia como uma das mais emblemáticas.

Em pronunciamento, Estela citou “a omissão e descaso do Governo Federal” em relação ao derramamento de óleo que atingiu as praias do Nordeste. Ainda durante o discurso, a parlamentar informou que a Frente Parlamentar Ambientalista vai realizar na próxima quinta-feira (24), uma reunião para discutir os impactos do crime ambiental no litoral paraibano.

De acordo com Estela, que é presidente da Frente, a Assembleia Legislativa da Paraíba não pode se omitir diante de uma situação tão grave. “Já foram retiradas 900 toneladas de resíduos de óleo, mais de 210 praias foram contaminadas, temos 2 mil km de costa com material tóxico e cancerígeno e o governo federal não tem um diagnóstico preciso do que está acontecendo”, lamentou a parlamentar.

“Essa Casa precisa se posicionar. O prejuízo desse crime ambiental vai além da economia, pois essa poluição gera uma cadeia de contaminação contínua”, afirmou.

A reunião da Frente Ambientalista acontece a partir das 10h, na sala Judivan Cabral. Estão sendo esperados representantes de ONG’s, Ministério Público Estadual e Federal, Defesa Civil, secretarias de meio ambiente municipais e estadual, entre outros órgão que atuam diretamente na questão ambiental no Estado.

Deputados rejeitam proposta de Estela para voto de repúdio a Bolsonaro

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.