Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Dengue: registros de casos na Paraíba caem durante pandemia

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde, divulgou nesta segunda-feira (22), o Boletim Epidemiológico da 24ª Semana Epidemiológica – até o dia 13 de junho, o qual registra queda nos casos das arboviroses (Dengue, Chikungunya e Zika). Este é o quinto boletim divulgado em meio à pandemia e a SES observa que há uma subnotificação dos casos. Neste período, a SES permanece com as ações de combate às arboviroses em todo estado.

De acordo com o Boletim, foram registrados 3.393 casos prováveis de dengue até a 24ª Semana Epidemiológica, uma queda de 68,83%, na comparação com o ano passado neste mesmo período, quando foram registrados 10.885 casos prováveis. Em relação à Chikungunya, foram notificados 402 casos prováveis, enquanto em 2019 houve 811 casos, o que corresponde a uma queda de 50,43%. Neste ano, são 81 casos prováveis de Zika, representando um decréscimo de 68,85% em comparação ao ano passado, com 260 casos prováveis.

“Assim como ocorre em todos os segmentos, a pandemia também vem afetando a busca da população ao atendimento médico e, consequentemente, as notificações das arboviroses que não estão sendo realizadas. Muitas das ações presenciais não foram executadas efetivamente, mesmo assim, a SES vem realizando as ações de apoio junto às Secretarias Municipais de Saúde”, disse a técnica das Arboviroses, da SES, Carla Jaciara.

O Governo do Estado continua realizando capacitações; manejos clínicos e discussões de estratégias para o controle das doenças. Com o período chuvoso, a SES faz diversas recomendações às Secretarias Municipais: realizar coleta de material para exames; investigar, acompanhar e encerrar os casos notificados para as três doenças e sensibilizar a população para a luta no combate ao mosquito, eliminando os criadouros do Aedes Aegypti.

Entre as ações, Carla também enfatizou o Projeto Força-Tarefa, do Ministério da Saúde, que tem o objetivo de apoiar o trabalho das Secretarias de Saúde dos Estados para dar suporte às ações que estavam programadas, mas não foram realizadas, devido à pandemia. “Este Projeto integra as ações de vigilância em saúde e atenção primária para o fortalecimento do SUS. Além disso, são envolvidos os apoiadores dos municípios e do Cosems”, falou.

E, no que diz respeito à assistência, como as três doenças (Dengue, Chikungunya e Zika) têm alguns sintomas semelhantes aos da Covid-19, a exemplo de febre e dor no corpo, a orientação é para que a pessoa que esteja sintomática procure os Postos de Saúde ou as UPAs.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada