Defesa Civil monitora estrutura de casas após explosão que matou mãe e filho em Mangabeira

A Defesa Civil de João Pessoa foi acionada e está monitorando a situação das casas vizinhas a que desabou após a explosão de um botijão de gás, no bairro de Mangabeira. A tragédia aconteceu na madrugada deste domingo (4), por volta das 4h, e matou uma mãe de 24 anos e o filho dela, de três anos de idade.

Três sobreviventes foram socorridos pelo Samu e levados ao Hospital de Trauma da Capital. Yuri Ítalo Alves de Oliveira, de 29 anos, foi internado em estado grave. Josailton Franca de Melo, de 42 anos, já recebeu alta. O outro sobrevivente é uma criança de oito anos, segundo informou a assessoria do Corpo de Bombeiros ao ParlamentoPB.

A assessoria dos Bombeiros também relatou ao ParlamentoPB que foram enviadas nove viaturas ao local da explosão e que os profissionais retiraram as vítimas fatais dos escombros da casa que desabou com a explosão do botijão de gás.

A Defesa Civil da Capital foi acionada porque a explosão comprometeu a estrutura de casas vizinhas a que desmoronou.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.