Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

De olho em 2022, Sergio Moro oficializa filiação ao Podemos na próxima quarta-feira

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro irá oficializar sua filiação ao partido do Podemos na próxima quarta-feira, 10 de novembro. A informação foi divulgada pela própria sigla, que aguarda a decisão de Moro sobre qual candidatura deverá seguir em 2022. No partido, ele tem duas opções disponíveis: presidência e Senado.

A cerimônia de filiação ocorrerá em Brasília e contará com a presença de lideranças do PSL, partido que se unirá ao DEM, dando origem ao União Brasil. A cúpula de deputados da ex-sigla do presidente Jair Bolsonaro deve se reunir com Moro antes da assinatura da ficha de filiação do ex-juiz.

Sergio Moro rompeu com a consultoria Alvarez & Marsal, empresa para qual trabalhava desde quando saiu do governo de Bolsonaro, no último domingo, 31 de outubro. Inicialmente, o contrato de Moro iria até 31 de outubro de 2022, mas a rescisão acabou sendo adiantada para o final deste mês, para seguir com o plano de filiação e candidatura às eleições do próximo ano.

No final de setembro Sergio Moro esteve no Brasil para conversar com diferentes políticos. No país conversou com o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, filiado ao DEM, que é cotado para concorrer à corrida presidencial. No encontro, Moro afirmou que só apoiará qualquer projeto ou partido que se comprometa com o combate à corrupção e defenderem pautas como a retomada da prisão após condenação em segunda instância.

O União Brasil ainda não definiu um nome para lançar como candidato em 2022. A confirmação do partido será feita após a homologação da sigla no Tribunal Superior Eleitoral, que deve ocorrer antes de Março. Atualmente, a legenda está no impasse de dois nomes: o apresentador Datena, do PSL, e Mandetta, do DEM.

Mandetta defendeu uma aliança com Moro. “O Moro é uma figura muito importante para as eleições do próximo ano e para o Brasil. Estamos conversando, mas primeiro ele precisa se filiar a um partido para sentar à mesa conosco”, disse Mandetta.

Acredita-se que Sergio Moro seja cotado para unir os partidos que buscam a famosa “terceira via”. Ao Congresso em Foco, o vice-líder do PSL na Câmara, deputado Júnior Bozzella (PSL-SP) afirma que Moro trará melhores condições de união.

“Hoje, Moro reúne as melhores para conseguir furar esse bloqueio e dar uma unificada, nesses partidos que estavam meio distintos por causa da terceira via. Essa questão de todo mundo apresentar um nome é valoroso, é importante, porém não dá para lá na lá na frente todo mundo querer ter o seu candidato, porque aí você não vai unir nunca, né? Eu acho que o Moro, hoje, por estar na frente, vai ter melhores condições de atrair os demais. Ele vai conseguir estar à frente no processo.”, afirmou.

 

Congresso em Foco

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

forumcabeelo (1)

Segundo réu pronunciado pelo homicídio do lutador de MMA é julgado em Cabedelo

joaoalemanha

João Azevêdo abre Fórum de Internacionalização Paraíba-Alemanha e destaca investimentos em pesquisa

Cida Ramos, deputada

Cida Ramos acredita em candidatura própria do PT e diz que está confiante

Adolescente mata os pais e a irmã

Adolescente mata os pais e a irmã em SP por ficar sem computador e celular

Barreira do Castelo Branco

Obras na barreira do Castelo Branco começam hoje e trecho da BR-230 será interditado

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo melhora, mas segue internado em João Pessoa

Ebrahim Raisi

Presidente do Irã morre aos 63 anos em queda de helicóptero

Luciano Cartaxo e Cida Ramos

Executiva Nacional do PT adia mais uma vez decisão sobre eleições em João Pessoa

UFPB-entrada-683x388

Começam hoje inscrições para concurso da UFPB com 21 vagas e salário de até R$ 11 mil

Padre Egídio preso

Justiça realiza hoje primeira audiência de instrução de Padre Egídio e ex-diretoras do Hospital Padre Zé