Daniella se solidariza com Simone Tebet: “Quem estava descontrolado era o ministro”

A senadora Daniella Ribeiro (PP) fez um pronunciamento no Senado na manhã desta quarta-feira (22) se solidarizando com a senadora Simone Tebet (MDB), que ontem (21) foi agredida verbalmente pelo ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, que a chamou de descontrolada.

“Quem estava descontrolado, lamentavelmente, era o ministro, que teve que ser segurado pelo advogado”, disse Daniella, que tachou a cena de “lamentável, deprimente e deplorável”.

Daniella ressaltou em sua declaração que o próprio ministro, durante retratação feita na noite de ontem, se coloca como quem estava descontrolado.

Daniela contou já ter vivido também experiência de violência política contra a mulher, ocasião em que buscou e recebeu o auxílio de Simone, como líder da bancada feminina, mulher e companheira.

Ela disse ainda que do caso fica a lição que chamar a mulher de descontrolada faz parte de um jogo antigo para tentar tirar o equilíbrio da mulher.

 

A agressão verbal contra Simone Tebet ocorreu durante depoimento de Wagner Rosário na CPI da Covid.

A confusão começou após Simonte Tabet contestar o depoente ao dizer que algumas irregularidades no contrato da vacina Covaxin foram descobertas não pela CGU, mas pela rádio CBN. Também disse que o Brasil teve um procurador-geral da República engavetador, e que agora tem um controlador-geral da União que “passa o pano”. O ministro da CGU reagiu.

— Com todo o respeito, eu recomendo que lesse tudo de novo, porque a senhora falou uma série de inverdades — disse Rosário.

— Não faça isso. O senhor pode dizer que falei inverdades, mas não me peça para fazer algo, que sou senadora da República — respondeu Simone.

— A senhora me chamou de engavetador, do que quis — continuou o ministro, acrescentando: — A senhora está descontrolada.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.