Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

CRM-PB confirma superlotação no hospital Edson Ramalho

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) visitou e fiscalizou o Hospital da Polícia Militar Édson Ramalho, em João Pessoa, na manhã desta quarta-feira (16) e confirmou a denúncia de superlotação na unidade de saúde, relatada pelos médicos. Em oficio encaminhado ao CRM-PB, na última terça (15), a diretoria técnica do hospital informou que havia cerca de 50 pacientes internados aguardando vaga e que o número mensal de atendimentos subiu de 1,6 mil para 4 mil, no último mês.

“Observamos que o hospital está superlotado, o que acarreta uma assistência deficitária e favorece o erro médico. Vimos que os médicos e a diretoria do hospital estão comprometidos com seu trabalho, mas é preciso que os gestores públicos organizem o fluxo de pacientes na Capital, para que a população seja melhor atendida. Conversamos com os diretores e sugerimos que o atendimento no hospital seja mantido e que os pacientes que puderem ter assistência em outra unidade, que sejam transferidos. Para isso, é necessário um esforço dos gestores e da Central de Regulação”, explicou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

O diretor de Fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa, acrescentou que a regulação de pacientes em João Pessoa não está sendo feita adequadamente. “O Trauminha de Mangabeira está prestando assistência precária, o Hospital do Valentina é exclusivo para crianças, o Hospital Santa Isabel e as UPAs ficaram exclusivas para pacientes com Covid-19. Desta forma, os pacientes com outras doenças estão indo para o Edson Ramalho, causando a superlotação”, disse.

Ele ainda acrescentou que o relatório do CRM-PB sobre a fiscalização desta quarta (16) será enviado ao Ministério Público Estadual e que já está agendada uma reunião com os promotores de Justiça nesta quinta-feira (17). “Vamos passar todas as informações ao Ministério Público, que é o fiscal da sociedade, para que a população de João Pessoa tenha uma melhor assistência à saúde”, completou João Alberto.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada