Couto quer aumentar recursos para a Saúde Mental no Brasil

O deputado federal Luiz Couto (PT) participou, na quarta-feira, em Brasília, de uma audiência pública com a presença de duas mil pessoas usuárias dos serviços de Saúde Mental oferecidos pelos Centros de Assistência Psico-social (CAPS) no Brasil. Segundo o parlamentar, o Governo Federal tem feito esforços para que haja um fortalecimento das políticas de saúde voltadas para esse grupo de pessoas, que hoje representa de 3% a 12 % da população, dependendo do grau de necessidade de atendimento.

“Vamos trabalhar para que os recursos do orçamento anual do SUS para a Saúde Mental aumentem e que as políticas voltadas para o segmento dos pacientes com transtornos mentais sejam fortalecidas. Mas, um dos grandes desafios é a consolidação e ampliação da rede de atenção básica comunitária e territorial para atender essas pessoas, além da implementação de uma política de saúde mental eficaz no atendimento àquelas pessoas que sofrem com a crise social, a violência e o desemprego.”, defende o parlamentar.

O deputado assinala que 3% da população geral sofre com transtornos mentais severos e persistentes; 6% da população apresenta transtornos psiquiátricos graves decorrentes do uso de álcool e outras drogas e 12% da população necessita de algum atendimento em saúde mental, seja ele contínuo ou eventual.

Após a audiência pública, o deputado, que é presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, acompanhou uma comissão de representantes dos usuários dos Caps para uma reunião com o chefe de gabinete da presidência da República, Gilberto Carvalho. Na oportunidade, o grupo reivindicou e foi acatada pela presidência a proposta de convocatória da IV Conferência Nacional de Saúde Mental.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.