Couto faz apelo em prol dos servidores terceirizados da Câmara

O deputado Luiz Couto (PT-PB), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), voltou a demonstrar preocupação ontem, em Brasília, com os servidores terceirizados da Câmara Federal.

“Esses trabalhadores de uma empresa, na qual houve falência, ficaram descobertos e alguns tiveram de ir para casa e depois foram chamados. Acontece que eles estão sendo prejudicados com o atraso de seus salários e de outros benefícios, sem os quais se veem obrigados a tomar dinheiro emprestado para chegar ao trabalho”, disse.

Luiz Couto cobrou que a Mesa Diretora tome as providências no sentido de regularizar a situação e de exigir que as empresas, que recebem em dia, paguem em dia aos servidores terceirizados “que estão cumprindo diversas tarefas nesta Casa”.

Depois de lembrar que essa situação tem feito com que muita gente procure a CDHM, Couto mais uma vez apelou para uma solução definitiva do problema, o que, segundo ele, fará com que os funcionários não sofram com a preocupação de não ter os salários pagos devidamente.

Correios – Luiz Couto também fez referência aos trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos pela decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) em manter o monopólio das atividades da Empresa.

“É claro que isso não significa o fim da mobilização, porque há diversos projetos em tramitação que tentam privatizar os Correios. A luta dos servidores é fundamental. Por isso estão de parabéns, pois é preciso manter o monopólio dos Correios, que presta um serviço de qualidade”, completou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.