Corpo de Maranhão é velado em Araruna, onde foi recebido sob aplausos

O corpo do senador José Maranhão chegou a sua terra natal, a cidade de Araruna, na noite de ontem (9), onde foi recebido com aplausos. Ele será sepultado na manhã desta quarta-feira (10). O corpo do senador está sendo velado na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição.

Às 9h desta quarta-feira será celebrada uma missa de corpo presente. Depois, o corpo de Maranhão será sepultado no Cemitério Municipal, às 10h, onde estão enterrados seus pais.

Antes de seguir para Araruna, o corpo do parlamentar foi velado no Palácio da Redenção, por onde passaram autoridades, políticos, familiares e admiradores. O cortejo deixou o Palácio da Redenção no início da noite e seguiu pela avenida Beira Rio onde fez uma parada em frente à sede do PMDB, partido presidido por Maranhão e onde ele foi o filiado de ficha número 1. Depois, a parada aconteceu na residência do ex-governador no Altiplano Cabo Branco. De lá, o corpo seguiu em um carro de funerária para o município de Araruna, onde será sepultado. O sepultamento está previsto para as 10h de hoje.

Maranhão morreu na noite de segunda-feira, 8, Aos 87 anos, após passar cerca de 70 dias internado inicialmente no Hospital da Unimed, em João Pessoa e depois no Hospital Vila Nova Star, na capital paulista, por causa da Covid-19. A doença gerou complicações sérias que acabaram tirando a vida do parlamentar paraibano.

José Targino Maranhão nasceu no dia 6 de setembro de 1933. Graduou-se em Direito pela UFPB. Casado com a desembargadora Maria de Fátima Bezerra, deixa três filhos (Maria Alice, Leônidas e Letícia) e dois netos (José Neto e Maria de Fátima).

O senador José Maranhão foi eleito para o segundo mandato no Senado Federal em 2014. Já havia sido senador, governador da Paraíba por três vezes, vice-governador, deputado Constituinte, deputado federal e deputado estadual. Iniciou sua carreira política em 1955 na Assembléia Legislativa da Paraíba. Teve os direitos políticos cassados pelo regime militar, mas voltou à atividade parlamentar com a redemocratização do País. Político com forte apreço popular na Paraíba, tornou-se conhecido pela alcunha de “Mestre de Obras” ao dar prioridade à construção de açudes e adutoras para levar água aos sertanejos e populações carentes de infraestrutura hídrica e projetos sociais. Orgulhava-se de ter trabalhado para levar água às torneiras de milhares de lares paraibanos e de ter sido “pioneiro da transposição” na Paraíba, antevendo e preparando o Estado para receber as águas do São Francisco.

Filiado ao MDB desde 1967, José Maranhão era um dos quadros mais fiéis e perseverantes no Partido, defensor da fidelidade partidária, da independência entre os Poderes republicanos e da política como meio fundamental de conciliação e entendimento democrático.

Era também piloto e nutria grande paixão pela aviação. Foi relator no Congresso Nacional do atual Código Brasileiro de Aeronáutica e dedicou-se nos últimos anos à reforma e elaboração do Novo Código, ainda aguardando votação. No Senado, foi presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania no biênio 2015/16.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.