Corpo de Júlia é encontrado e padrasto está preso como principal suspeito do crime

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O corpo de Júlia dos Anjos, de 12 anos, foi encontrado nesta terça-feira (12) em uma cacimba, em uma região de mata na Praia do Sol, em Gramame, João Pessoa, próximo a casa onde ela morava.  O padrasto de Júlia, Francisco Lopes, foi preso suspeito pelo assassinato da garota. A polícia diz que Julia pode ter sido abusada sexualmente.

De acordo com o delegado da Polícia Civil,  Rodolfo Santa Cruz, o padrasto confessou o crime hoje e levou a Polícia até o local onde o corpo estava.

“Ele foi ouvido por mais de uma vez e era sempre um discurso mecanizado, apresentando muito nervosismo. Hoje ele finalmente confessou e levou as equipes policiais onde jogou o corpo”, disse o delegado.

Segundo o delegado, o corpo já estava em estado de decomposição e tudo indica que ela foi morta no dia que desapareceu.

Júlia tinha 12 anos e desapareceu na última quinta-feira (7), quando saiu de casa, no bairro de Gramame, em João Pessoa, depois de ter revelado à mãe que conversou com uma mulher que teria gostado das suas fotos e havia manifestado interesse em agenciar uma carreira de modelo para ela.

A mãe disse que Júlia saiu de casa apenas com o celular e não costumava fazer isso, sem deixar aviso.

 

 

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

Anteriores

medico doença hospital laboratorio microbios Foto Pixabay

MAIS LIDAS