Comandante da Guarda responde a vereador e abre sindicância para apurar denúncias

O Comandante da Guarda Civil Municipal de João Pessoa, Diogo Abrantes da S. Guedes, afirmou que são inverídicas as denúncias feitas ontem pelo vereador Marcos Henriques (PT) e pelo presidente do Sindicato da Guarda, Luiz Antônio, a respeito de sua postura frente à corporação. Em um “direito de resposta” encaminhado ao ParlamentoPB, ele solicitou que o parlamentar oficialize as denúncias as quais diz ter a corporação realizado, para que sejam devidamente apuradas.

Confira a íntegra da nota elaborada pelo Comandante a respeito do assunto:

O Comando da Guarda Civil Municipal de João Pessoa vem a público dispor que são inverídicas as afirmações fornecidas pelo GCM José Luiz e pelo vereador Marcos Henriques na reportagem veiculada no último dia 18/03/2021 no site ParlamentoPB, a qual dispõe em seu título a manchete: “Vereador e sindicato pedem saída do comandante da Guarda Municipal de João Pessoa”.

Para tanto, ainda em resposta, diante da gravidade das afirmações, o Comando da Guarda Civil Municipal, solicita que o vereador Marcos Henriques oficialize as denúncias as quais diz ter a corporação realizado, para que sejam devidamente apuradas.

Com relação às alegações do GCM José Luiz, informamos que, no uso de nossas atribuições, instauramos sindicância a fim de que sejam apuradas a autenticidade dessas afirmações e posteriormente seja comprovado publicamente que não há nenhum guarda municipal sofrendo perseguição, assédio moral nem cortes em gratificações por parte dessa gestão.

O cargo em comissão ocupado pelo Comandante da Guarda Civil Municipal vem sendo exercido sem qualquer mácula, pautado na legalidade e na moralidade dos atos, com abnegação em servir e proteger e contribuindo para elevação da Instituição no cenário da segurança pública municipal.

Diogo Abrantes da S. Guedes
Comandante da Guarda Civil Municipal de João Pessoa

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.