Coca-cola fecha fábrica em João Pessoa e demite 80 funcionários

A Solar.BR Coca-Cola anunciou hoje a desativação da sua unidade industrial e linha de produção de refrigerantes localizada na cidade de João Pessoa, na Paraíba. A decisão, segundo a empresa, foi tomada como parte da constante revisão de sua malha industrial e logística e da necessária busca de eficiências.

Em nota distribuída à imprensa, a companhia afirma que “além de questões mercadológicas, nos últimos anos tivemos relevante incremento de pressões tributárias em todo nosso território de atuação, materializadas por aumentos de alíquotas, redução de incentivos fiscais e criação de fundos de contribuição. Dessa forma, a medida busca manter a sustentabilidade do negócio e a racionalização de investimentos”.

Com a desativação dessa unidade, cerca de 80 posições de trabalho serão extintas. Os funcionários foram comunicados na manhã de hoje e, além das verbas de rescisão e demais trâmites legais, receberão apoio e benefícios adicionais. A estrutura comercial e de logística em João Pessoa, que hoje conta com aproximadamente 450 colaboradores, será mantida e reforçada.

“Reiteramos nosso compromisso com todos nossos clientes, distribuidores e consumidores do Estado, que será regularmente abastecido pelas 11 unidades industriais da Solar. Dessa forma, garantimos que a disponibilidade de produtos e serviços não sofrerá qualquer impacto, mantendo a qualidade e excelência de atendimento e nossa participação no desenvolvimento econômico da Paraíba”, conclui a nota emitida pela empresa.

16 comentários

  • Andrade Silva
    17:21

    Esse não foi um movimento novo.
    Em 2001 já se cogitava essa ação.
    A diferença é a época o governo do estado ameaçou cobrar o incentivo Fain caso ocorressem cortes de empregos e pelo visto o governo atual nada fez.

  • Ricardo Falcão
    17:21

    Carta Capital ” Os governadores dos estados que integram a região nordeste do país divulgaram, na manhã do domingo 30, uma carta pedindo a liberdade do ex-presidente Lula, preso em Curitiba pela Operação Lava Jato, e o afastamento do ministro da Justiça, Sérgio Moro.” O bando de corruptos conseguiu soltar o ladrão, nas próximas eleições votem nos candidatos do ladrão que foi souto e tudo vai ficar bem, pois a tendência agora é melhorar, afinal de contas vão sair das prisões milhares de bandidos, assassinos, estupradores, traficantes e por ai, vai. “LULA LIVRE”…Vocês queriam o que de um estado que sempre apoiou toda corja do PT, PSB e tantas outras safadezas no nosso país?…

  • Paulo Roberto
    17:21

    Só podemos lamentar São 80 família desempregada agora….

  • Odilon Fernando
    17:21

    Situação lamentável, carga tributária altíssima, para comprar vinhos importados e lagosta precisa de dinheiro, governo imoral, não está preocupado nem um pouco com a população.

  • Cleverton
    17:21

    A Paraíba e um estado Maravilhoso, para se viver. Mas como se viver em um lugar onde não há empregos, investimentos sérios na área do turismo, um estado com a maior carga tributária. O empresário, empreendedor sofre para se manter vivo, senhores governantes, sigam exemplos de outros estados , países, e mudem este cenário, triste. Onde os trabalhadores, não sabem se no dia seguinte, terão seus empregados ou estarão no sinal vendendo água ou cocô, para tirarem o sustento de suas famílias.

  • Antônio Santos
    17:21

    Se Ricardo Coutinho pudesse fazer, nós voltaríamos o tempo das capitanias hereditárias: pois ele falou em entrevista que quando assumiu o governo da Paraíba no nosso estado não existia na e nem existiamos para o Brasil pois ninguém sábia onde ficava a Paraíba…

  • Jordão Barrios
    17:21

    PSB/PT duas porcarias juntas e o resultado é esse .. ainda tem a cara de pau , q são geradores de empregos, é fato !!!!

  • Osmar
    17:21

    Faz sinal de arminha agora!

  • Paulo
    17:21

    Voltamos só tempo de Roma Antiga, onde os governantes só aumentavam os impostos para suprir as necessidades da classe política e com isso o estado vai se afundando cada vez mais. O governo bem que poderia arrecadar mais com mais produção e consumo, dessa forma, todos sairiam ganhando.

  • Edson
    17:21

    Na realidade acabou a água… pra se fazer um litro de coca usa-se 3 litros de agua

  • José Barbosa
    17:21

    Mais academias e praças poliesportiva e menos fábricas de refrigerantes. Coca cola não é produto e não é alimento. É uma marca.

  • Josias
    17:21

    A capital do atraso e da falta de indústrias que geram empregos…pra ser a capital da Paraíba, não tem metrô, as calçadas são péssimas ,e usada de forma irregular nos bairros longe da orla turística ,os postos de saúde é um show de falta algo ou alguem está de férias…e por ai vai…só quem acredita em propaganda é turista!

  • geovane
    17:21

    Governo do PSB Ó Paraiba boa kkkkkkkk 16 anos sem gerar emprego aqui na Paraiba esse PSB E PT! E
    segue o Trabalho…..

  • Magnaldo
    17:21

    Ricardo Coutinho aumentou exageradamente a alíquota do ICMS na Paraíba. Visou apenas arrecadar e o resultado é esse.

  • Carlos
    17:21

    Como empresa só ver incentivo fiscal os paraibanos também deveria ver os empregos deles então não consumir produtos densa mercar simples assim

  • Heleson de Castro
    17:21

    Lamentavelmente, A Paraíba perde as grandes indústrias por falta de incentivo fiscal, Essa é uma fábrica histórica, assim como a Da Ambev que já encerrou suas atividades aqui em João Pessoa, entra governo sai governo e o que realmente prescisa ser feito não é, Governadores da Paraíba, todos Não buscam o desenvolvimento do estado, apenas pensão em reeleição alianças contraditórias e reeleição, onde fica o bem público?

Comentários