Citação nazista leva Rodrigo Maia a pedir cabeça de Alvim

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), engrossou as críticas ao secretário da Cultura, Roberto Alvim, que está sendo repudiado na internet por ter reproduzido trechos de um discurso nazista ao divulgar o novo programa do governo de Jair Bolsonaro para a cultura. Maia disse que Alvim deve ser afastado do cargo.

“O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável. O governo brasileiro deveria afastá-lo urgente do cargo”, escreveu Rodrigo Maia no Twitter. Em menos de dez minutos, o post do presidente da Câmara já teve mais de 1,5 mil curtidas. Veja:

Outros parlamentares também criticaram o vídeo do secretário especial de cultura do Ministério do Turismo, Roberto Alvim. O deputado Ivan Valente, líder do PSOL na Câmara, afirma que “a face facista do governo Bolsonaro aparece a cada dia”. Ele classifica o discurso, que faz referências a discurso nazista, como “coragem abominável” e complementa classificando o governo como “composto por corruptos, milicianos e facistas”.

O deputado David Miranda (PSOL-RJ) afirma que com o discurso “o governo passou de todos os limites. Não podemos aceitar!”

Congresso em Foco

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.