Cícero Lucena e José Maranhão lideram índices de rejeição

O Ibope, em sua pesquisa realizada sob encomenda do Jornal da Paraíba, quis saber em que candidato ao Governo em 2010 o eleitor paraibano não votaria de jeito nenhum. A esta pergunta, 34% disseram que não dariam seu voto a Cícero Lucena (PSDB). Em segundo no ranking da rejeição ficou o governador do Estado, José Maranhão (PMDB), com 32%. O prefeito da capital, Ricardo Coutinho (PSB) segurou a lanterninha da rejeição, com 15%.

Ainda de acordo com o levantamento do Ibope, 20% dos eleitores disseram que poderiam votar em qualquer um dos candidatos e outros 10% responderam que ainda não sabiam quem escolheriam para comandar os destinos da Paraíba na eleição do ano que vem.

O maior índice de rejeição a Cícero Lucena é registrado em João Pessoa, onde 49% dos eleitores disseram que não votariam nele de maneira alguma. Já José Maranhão tem seu pico de rejeição no Agreste, onde 39% recusam-se a votar nele. Enquanto isso, Ricardo Coutinho tem maior rejeição na região da Borborema, com 20%.

Só de nome – Um dado curioso também aferido pela pesquisa Ibope-Jornal da Paraíba é que para 35% dos eleitores entrevistados, Ricardo Coutinho é conhecido só de nome. Eles não conhecem a trajetória política do prefeito e nem detalhes de sua administração em João Pessoa. Outros 26% disseram que conhecem parcialmente o prefeito e sua vida pública. Apenas 15% disseram conhecer o prefeito da capital e sua gestão.

O governador José Maranhão é conhecido "razoavelmente" por 34% dos eleitores entrevistados pelo Ibope. Uma parcela correspondente a 31% disseram conhecer bem o governador e sua administração.

O que surpreendeu nesta aferição foi o fato de 45% dos eleitores terem dito que conheciam apenas de nome o senador Cícero Lucena. Outros 9% manifestaram conhecimento de sua trajetória e das ações administrativas pelos cargos que já exerceu.

Todos os detalhes da pesquisa Ibope  podem ser conferidos na edição do Jornal da Paraíba deste domingo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.