Cássio não crê que denúncia tenha feito Ibope baixar

O candidato ao Governo da Paraíba pelo PSDB, Cássio Cunha Lima, minimizou hoje de manhã, em entrevista à rádio CBN João Pessoa, o resultado da pesquisa Ibope divulgada pela Rede Paraíba de Comunicação na sexta passada apontando uma diferença de apenas 5% entre ele e o principal adversário, o atual governador Ricardo Coutinho (PSB). Ao ser questionado se a queda na dianteira das intenções de voto teria relação com a denúncia feita pelo socialista de que ele recebe vencimentos acima do teto permitido pela Constituição Federal, Cássio negou:
 
"Não se pode fazer relação de um assunto com outro porque, se você olhar a pesquisa do Ibope, na margem de erro, eu posso ter 45% e Ricardo 34%. Fechamos pesquisas internas ontem e em três delas temos 10% à frente, mas não posso dizer a fonte porque a lei não permite. Isso é vitória em primeiro turno. Já expliquei que quando assumi o Senado mandei um ofício ao Governo pedindo a suspensão dessa pensão. Passei quase um ano sem receber a pensão. Até que se consumou meu divórcio e deixei um apartamento para minha ex-esposa e achei de bom alvitre deixar também a pensão porque ela trabalhou ao meu lado e nunca recebeu nada como primeira-dama, contribuiu de forma decisiva para meu êxito. Achei justo e correto. Eu ia deixar essa mulher desamparada. A pensão é um direito e no momento do divórcio decidi deixar para ela. Eu lamento profundamente é o oportunismo da denúncia. É lamentável ter que abordar esse assunto por oportunismo político. E quanto à pesquisa, nenhuma pesquisa deixou de apontar nossa liderança. Projeta-se inclusive vitória em primeiro turno, mas quem é meu adversário vai fazer disso cavalo de batalha", disse Cássio. 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.