Cássio lamenta morte do jornalista e poeta Orlando Tejo

Pelas redes sociais, o senador Cássio Cunha Lima manifestou pesar pela morte do escritor, ensaísta, folclorista, poeta e jornalista paraibano Orlando Tejo, que faleceu na madrugada do domingo (1º), em Recife, vítima de pneumonia, aos 83 anos.

Tejo se notabilizou com a obra “Zé Limeira, Poeta do Absurdo”, lançada em 1980, e que já está em sua décima edição. Neste livro, o poeta teve a sua genialidade carimbada ao encantar  a crítica e seduzir leitores, subvertendo a linearidade da vida com surpreendente mosaico de versos surreais.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.