Cássio admite rescindir contrato entre o Trauma e a Cruz Vermelha

O senador Cássio Cunha Lima, candidato ao governo do Estado pelo PSDB, disse nesta sexta-feira (8) que se for preciso irá rescindir o contrato firmado entre o Hospital de Trauma de João Pessoa com a Cruz Vermelha. Cássio disse que todas as denúncias envolvendo a gestão do Trauma serão investigadas.

 
“Precisa ser auditado e modificado. Vamos apurar isso e, se for preciso, vamos rescindir o contrato sim. Não quero fazer um pré-julgamento porque preciso das informações mais detalhadas, mas não há nenhum compromisso com o erro. Aquilo que estiver errado será concertado”, disse o tucano em entrevista a 95,3 FM. Ele ressaltou que não tem nenhum preconceito com o que dá certo, garantindo que “aquilo que dá certo vai continuar funcionando, mas vamos corrigir aquilo que precisa”.
 
O senador disse que, em tese, não é contra a participação da organização social na gestão do Trauma. “Pode ser um bom modelo, desde que essa organização social trabalhe de forma absolutamente honesta”, frisou.
 
Cássio foi enfático ao declarar que o sistema de terceirização não pode ser uma porta aberta para a malversação de dinheiro público. 
 
Segundo ele, as denúncias que estão acontecendo no Trauma são muito graves. “E não são denúncias feitas pela oposição, são denúncias apresentadas pelo Tribunal de Contas do Estado e que não são respondidas pelo governo”, disse,ressaltando.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.