Caso Aldeone: Suspeito diz que esperou empresário dormir e atirou na cabeça da vítima

A Polícia Civil prendeu, neste sábado (12), o suspeito de matar o empresário Aldeone Antunes. O corpo da vítima foi encontrado no dia 17 de setembro, dentro do apartamento no bairro João Paulo II, em João Pessoa. O carro de Aldeone foi achado abandonado em região de mata, em Mumbaba, dois dias depois.

O caso veio à tona após amigos de Aldeone procurarem a Polícia Civil queixando-se do sumiço dele. Desde quando Aldeone enviou fotos aos amigos mostrando-se acompanhado do suspeito, no domingo (15), ele não tinha feito mais contato. Na mesma terça-feira em que foi procurada pelos amigos de Aldeone, a Polícia Civil foi ao apartamento dele e encontrou o corpo em estado de decomposição.

O suspeito de 19 anos, preso hoje, confessou que matou Aldeone. Ele disse ao delegado Braz Morroni, o qual conversou com o ParlamentoPB, que marcou um encontro com o empresário. Eles consumiram bebidas alcoólicas em um bar e depois foram até o imóvel da vítima.

Sem manter relações sexuais, segundo ele, o detido esperou Aldeone dormir e atirou na testa dele. Em seguida, o rapaz fugiu com o veículo e diversos objetos da vítima, recolhidos no apartamento.

O preso foi levado à Central de Polícia Civil, no Geisel, onde deve aguardar audiência de custódia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.