Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Carro derruba muro e invade casa no bairro de Jaguaribe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Um carro invadiu uma casa no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. O caso aconteceu na manhã deste sábado (20).

O motorista foi preso após se negar a fazer o teste do bafômetro e confessar que havia consumido bebida alcoólica.

O motorista perdeu o controle do veículo e derrubou o muro da casa. Ninguém ficou ferido.

O condutor do carro foi levado para a Cidade da Polícia, no bairro do Geisel.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

Dois homens são presos com armas em operação de reforço na divisa entre PB e Pernambuco

Dois homens são presos com armas em operação de reforço na divisa entre PB e Pernambuco

atendimento trabalho FOTO Pixabay

Sine-PB oferta 350 vagas de emprego em 10 municípios

rio grande do sul enchente 2024 FOTO rafa neddermeyer agencia brasil

Número de mortes causadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul sobe para 169

Imposto deRenda, Imagem Joédson Alves-Agência Brasil

Prazo para declarar o Imposto de Renda termina na sexta-feira

mega sena FOTO marcello casal jr agencia brasil

Paraíba tem 25 apostas ganhadoras na Mega-Sena

Brasília (DF) 11/04/2023 Fachada do palácio do Supremo Tribunal Federal (STF) Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

STF prorroga cotas raciais em concursos até Congresso votar nova lei

rabaul_papua nova guine FOTO Pixabay

Agência da ONU estima 670 mortes após deslizamento de terra em Papua-Nova Guiné

rio agua FOTO Pixabay

Homem tenta salvar bezerro em açude na Paraíba e morre afogado

Brasília, DF, Brasil: Caixa Econômica Federal. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Concurso da Caixa tem aplicação de provas neste domingo na Paraíba e em outros estados

sergioequeoriga

“Quero Quero” e o discurso contraditório do “agora é oficial”