Bombeiros da Paraíba alertam para acidentes com caravelas nas praias e citam cuidados

O verão combinado com as férias aumenta a frequência de banhistas nas praias da Paraíba. Por isso, o Corpo de Bombeiros do estado emitiu alerta, em suas redes sociais, sobre os acidentes com caravelas, também chamadas de águas vivas.

“Com a chegada do verão aumentam os casos de acidentes com esses animais, sendo a Caravela Portuguesa encontrada mais comumente nas praias do Nordeste. A Caravela Portuguesa também é conhecida como flutuador e é o que está acima do nível do mar e graças à ação do vento, ele se move sobre a superfície”, explica o Corpo de Bombeiros da Paraíba.

Ainda segundo os bombeiros, entre os sintomas e sinais que aparecem quando acontece o contato com os tentáculos da caravela estão:

  • coceira intensa.
  • Vermelhidão da área. Você pode até ver marcas lineares que indicam o contato inequívoco dos tentáculos com a pele.
  • Inflamação da área circundante.
  • Queimação e dor na área afetada.
  • Reação alérgica aos componentes da toxina.

O Corpo de Bombeiros orienta para os seguintes cuidados:

  • esteja sempre em área protegida por guarda-vidas;
  • Pergunte ao bombeiro sobre as condições da água e se há presença de águas-vivas e/ou caravelas. Se houver, evite entrar no mar;
  • Saia da água imediatamente ao avistar águas-vivas e caravelas;
  • Evite entrar no mar sozinho ou à noite;
  • Não toque nos animais, mesmo aqueles que estejam aparentemente mortos na areia da praia.
  • Se você for queimado, saia imediatamente da água e lave o local apenas com água do mar, sem esfregar as mãos na área afetada.
  • A única outra substância recomendável para se colocar na área atingida é o vinagre, que neutraliza a ação da toxina.
  • Caso haja grande área de queimadura, ou se surgirem sintomas como vômitos, náuseas, câimbras musculares ou dificuldade para respirar, é recomendado que se busque uma unidade de saúde para tratamento específico, principalmente se a vitima for alérgica.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.