Bolsonaro será representado na PGR por fala contra nordestinos e pode sofrer impeachment

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) informou através de seu Twitter, na noite desta sexta-feira (20), que vai protocolar uma representação contra Jair Bolsonaro na Procuradoria-Geral da República (PGR) por conta da fala preconceituosa do presidente contra nordestinos.

O parlamentar disse que pretende apurar se houve crime de responsabilidade de Bolsonaro, o que o torna passível de um processo de impeachment. “Presidente Jair Bolsonaro se referiu ao nordeste de forma preconceituosa e ameaçou estados. Representarei à PGR para apurar cometimento de crime comum, neste caso crimes de ameaça, contra a honra e racismo (‘paraíbas). Irei analisar também a existência de crime de responsabilidade”, escreveu Jerry.

 

Nesta sexta-feira, pouco antes de um café da manhã com jornalistas em Brasília, Bolsonaro afirmou que “dos ‘governadores de Paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”, sem saber que seu áudio estava aberto para uma transmissão ao vivo.

A reação foi imediata. Os governadores dos nove estados do Nordeste publicaram, no mesmo dia, uma carta de repúdio às afirmações do presidente. A nota pede esclarecimentos por parte do presidente em relação à sua fala, além de reiterar a defesa da Federação e da democracia. Confira a íntegra aqui.

Antes disso, o próprio governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que foi citado por Bolsonaro, se pronunciou sobre o assunto. “Independentemente de suas opiniões pessoais, o presidente da República não pode determinar perseguição contra um ente da Federação”, publicou Flávio Dino em seu Twitter. “Seja o Maranhão ou a Paraíba ou qualquer outro Estado. ‘Não tem que ter nada para esse cara’ é uma orientação administrativa gravemente ilegal”, afirmou.

 

 

 

Por Revista Fórum

Bolsonaro será representado na PGR por fala contra nordestinos e pode sofrer impeachment

4 comentários

  • Daniel
    16:21

    E sou da Paraíba com muito orgulho e me sinto indignado com as recentes declarações totalmente reprováveis do Presidente. O excelentíssimo Senhor Presidente da República Jair Bolsonaro trás à tona um antigo preconceito discriminatório aos nordestinos, de modo particular ao Estado da Paraíba que foi por décadas ultrajado de forma pejorativa pelo Sul é Sudeste do Brasil. Vindo de um Chefe de Estado, cargo máximo da nação, traduz incentivo ao racismo e segregação social, inadmissíveis para o cargo. Se é presidente de todos, como ele afirmou, por que faz explicitamente acepção de pessoas promovendo retaliações a alguns governadores nordestinos taxando-os de “paraíbas.” Será que ser da Paraíba é uma coisa ruim , ou é algo ridículo para tais preconceitos? Em suma, seu discurso pseudoploitico, nitidamente, reflete uma política de exclusão social, política de calabouço e de péssima envergadura administrativa.

  • Ilma costa
    16:21

    O video não nega! Não há como negar.

  • Izácio
    16:21

    Cala boca bolsominio idiota.

  • Lucio Mario da silva, quer RG?
    16:21

    Ele não falou contra “nosdestinos”, falou dos governadores de dois estados, Maranhão e Paraiba que não estão dentro de sua visão de governo, e que na verdade se declararam contra o Presidente já em campanha, eu faria o mesmo se caso fosse presidente de um pais onde a corrupção impera. E sou da Paraíba, moro em João Pessoa e sei muito bem interpretar a situação do nosso pais hoje, assim como o nosso Presidente, que quer queira ou não esta na luta por um pais melhor.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.