Bancários da Caixa aceitam 6% de reajuste extensivo a benefícios

Na assembleia realizada ontem à noite, a maioria dos empregados da Caixa Econômica Federal aceitou a proposta da instituição financeira e deliberou pela volta ao trabalho nesta quinta-feira, 22 de outubro. Apesar de os bancários presentes à assembleia avaliarem a proposta como rebaixada, a categoria resolveu aceitá-la e por fim à greve no seu 28° dia e não levar o impasse a julgamento pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), que tem um histórico de decisões desfavoráveis aos bancários.

Marcos Henriques, presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba e membro do Comando Nacional dos Bancários, parabenizou a categoria pela garra demonstrada durante todos esses dias de paralisação e conclamou a categoria a permanecer unida na luta pela busca de outras conquistas. "Os empregados da Caixa estão de parabéns por lutar até onde foi possível, com dignidade e garra, demonstrando que, se ainda não foi dessa vez que conquistamos tudo o que gostaríamos, mostramos a nossa força na busca de nossos direitos. Agora é arregaçar as mangas e voltar ao trabalho de cabeça erguida", concluiu.

Hoje, vai haver assembleia com os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil, às 18h, no auditório do Sindicato dos Bancários da Paraíba – Av. Beira Rio, 3.100, Tambauzinho.

Proposta da Caixa – A proposta da Caixa Federal aprovada foi a de reajuste 6% aplicado aos salários e verbas como cesta-alimentação, tíquete-refeição e auxílio-creche/babá, além de um abono
R$ 700. A Caixa também se propõe a pagar o maior valor apurado entre a proposta da Fenaban e o Valor por Grupo de Cargos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.