Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Atentados em Cabul matam 25 pessoas

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Ao menos 25 pessoas, incluindo um fotógrafo da AFP e outros cinco jornalistas, morreram em dois atentados suicidas nesta segunda-feira em Cabul, o segundo deles dirigido especificamente contra a imprensa.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques. Em um comunicado divulgado por sua agência de propaganda Amaq, o grupo afirma que o primeiro atentado atingiu a sede em Cabul do serviço de inteligência e das forças de segurança afegãs e o segundo os jornalistas que seguiram para o local.

“Os apóstatas das forças de segurança, dos meios de comunicação e outras pessoas compareceram ao local da operação, onde um irmão os surpreendeu com seu colete de explosivos”, completou o braço do EI no Afeganistão.

O comunicado identifica o primeiro homem-bomba como “Kaaka al-Kurdi”, o que sugere que era de origem curda, e o segundo como Khalil al Qurashi.

O ministério do Interior divulgou um balanço de 25 mortos e 49 feridos. “Seis jornalistas e quatro policiais estão entre os mortos nas duas explosões”, afirmou à AFP o porta-voz do ministério, Najib Danish.

Shah Marai, diretor do departamento de fotografia do escritório da AFP em Cabul, que seguiu para o local da primeira explosão, morreu na segunda detonação, que aconteceu 30 minutos após o ataque inicial.

Marai trabalhava desde 1996 para a AFP e cobriu amplamente a situação no país sob o regime talibã e a invasão americana do Afeganistão em 2001, posterior aos atentados da Al-Qaeda em Nova York e Washington.

“Minhas melhores recordações são as de quando eu supero a concorrência com as melhores fotografias do presidente ou de outra pessoa, ou da cena de um ataque. Gosto de ser o primeiro”, declarou Shah Marai sobre seu trabalho.

Outros cinco jornalistas também morreram na segunda explosão. Todos trabalhavam para canais de televisão afegãos, um deles para a emissora Tolo News, que em 2016 foi alvo de um atentado que deixou sete mortos e foi reivindicado pelos talibãs.

De acordo com uma fonte das forças de segurança, o homem-bomba que atacou a imprensa estava disfarçado como um fotógrafo.

Talibãs e Estado Islâmico

“Estamos devastados pela morte de nosso fotógrafo Shah Marai, que era testemunha há mais de 15 anos da tragédia que afeta o país. A direção da AFP saúda o valor, o profissionalismo e a generosidade deste jornalista que cobriu dezenas de atentados antes de ser ele mesmo vítima da barbárie”, declarou a diretora Informação da agência, Michèle Léridon.

Várias mensagens de condolências foram enviadas ao escritório da AFP em Cabul. Um jornalista da agência no país, Sardar Ahmad, morreu em março de 2014 ao lado de sua família – com exceção do filho de três anos – em um atentado talibã. Sardar era amigo de Shah Marai, que deixa seis filhos, o mais novo de apenas algumas semanas.

Marai e outros jornalistas seguiram para o local do primeiro atentado, cometido pouco antes das 8h locais em uma área próxima à sede do Serviço de Inteligência Afegão (NDS) em Cabul. “Um homem-bomba que circulava em uma motocicleta detonou seus explosivos na área de Shash Darak”, afirmou o chefe de polícia de Cabul, Hashmat Stanikzai.

A sede do NDS foi alvo de um atentado em março, que deixou três mortos e cinco feridos.

Cabul se tornou, de acordo com a ONU, o local mais perigoso do Afeganistão para os civis com um aumento dos atentados, geralmente cometidos por homens-bomba e reivindicados pelos talibãs ou o grupo extremista EI.

Os atentados contra civis provocaram o dobro de vítimas nos primeiros três meses de 2018 – 763 civis mortos, 1.495 feridos – que no mesmo período de 2017.

Um ataque no dia 22 de abril na capital afegã deixou quase 60 mortos e 20 feridos em um bairro de maioria xiita. No dia 27 de janeiro, um atentado na cidade provocou 103 mortes e deixou mais de 150 feridos.

Jornal do Brasil

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Banco do Nordeste nomeia novo superintendente na Paraíba

Prefeito paraibano fala de “infelicidade” de ter filhos autistas e servidora acrescenta: “São doidos”

Anteriores

WhatsApp-Image-2022-06-02-at-16.54.09-768x450

Comissão pune presidente do Conselho de Medicina na Paraíba e suspende campanha por 18 dias

bmb2024

Brasil Mostra Brasil termina neste domingo com promoções nos estandes

1720910506669302aa581b2_1720910506_3x2_lg

Atirador e participante de comício morrem durante atentado a Donald Trump nos EUA

trumptiro

Trump é retirado às pressas de comício depois de ser atingido na orelha; veja

Eliane

São João de Galante tem shows de Eliane e Banda Encantus neste sábado

Dupla é presa suspeita de assaltar bombeiro de Pernambuco na orla de João Pessoa

Dupla é presa suspeita de assaltar bombeiro de Pernambuco na orla de João Pessoa

joao azevedo, unidades habitacionais, joao pessoa

João Azevêdo entrega moradias com amplas áreas de lazer e infraestrutura a 320 famílias de João Pessoa

mulher hospital FOTO Pixabay

Menina tem aborto legal negado pela Justiça em Goiás e magistradas são acionadas no CNJ

mega sena FOTO agencia brasil

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 15 milhões

onibus FOTO Pixabay

Menino morre atropelado por ônibus escolar em Itabaiana