Associação de Consultores pede impeachment de Ricardo

A Assembleia Legislativa da Paraíba recebeu hoje um pedido inusitado. Um dia depois da deflagração da greve da Polícia Militar, deu entrada na Casa uma representação apresentada pela Associação Brasileira de Consultores Profissionais. Nela, o presidente Mauro Ronaldo Leite faz várias críticas ao governador paraibano Ricardo Coutinho (PSB) e diz que a diretoria executiva da entidade aprovou o encaminhamento do pedido de impeachment do chefe do executivo e seu enquadramento em "crime de responsabilidade" pela demissão de servidores temporários, diminuição do repasse do duodécimo e pela greve da PM.

"Considerando que se instalou na Paraíba um governo que administra o Estado com arrogância e insensatez e que não aceita dialogar com a sociedade e muito menos com as instituições. Considerando que a intromissão descabida, autoritária, prepotente  e inconstitucional do governador Ricardo Vieira Coutinho na vida funcional do Poder Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas, além das demissões em massa de servidores públicos. Considerando que o caos social em serviços essenciais como Saúde, Educação, Segurança Pública está prestes a se instalar no nosso Estado. Considerando, por fim, que o Estado da Paraíba, na gestão do atual governo caminha perigosamente para uma "convulsão depressiva" de natureza social e institucional com riscos imprevisíveis como ocorreu no governo do ex-presidente Fernando Collor de Mello, resolve encaminhar à Assembleia Legislativa da Paraíba uma representação respaldada nas Constituições Federal e Estadual e na lei 1,079/50, contra o governador do Estado da Paraíba, Ricardo Vieira Coutinho, pela prática de "crime de responsabilidade", com pedido de impeachment, conforme estabelece a lei vigente e as normas estabelecidas no Estado Democrático de Direito.

Mauro Ronaldo Leite, presidente nacional da ABRACP".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.