Assessor da Câmara garante não ter destratado vereador: “Ele é que me ofendeu”

O advogado Adriano Matos, assessor jurídico da presidência da Câmara de Cabedelo, procurou o ParlamentoPB para explicar o desentendimento narrado ontem à noite pelo vereador Josimar Silva (PRP), que queixou-se de ter sido destratado por Matos. “Eu jamais o destrataria. Não fiz qualquer declaração desabonadora contra ele. O vereador é que disse que eu não era nada e eu respondi que era funcionário da Câmara e ele deveria me tratar com respeito”.

Segundo Adriano, a discussão começou porque a vereadora Geusa, presidente da Câmara, decidiu restringir a presença de assessores no plenário, limitando a um por vereador. Josimar não gostou e chegou a dizer que cederia sua vaga para um colega. “Um assessor dele disse que seria necessário que a presidência informasse a decisão por escrito e eu completei que a solicitação dos vereadores deveria ser também por escrito. Eles não gostaram e começaram a discutir”, explicou.

Adriano Matos, finalmente, disse que não procede a informação passada por uma fonte ao ParlamentoPB de que uma denúncia de contratação de fantasmas por Geusa teria gerado desentendimento entre ela e Josimar: “Sequer falamos nisso. Isso não procede de maneira alguma”, garantiu o assessor.

1 comentário

  • Joao
    09:57

    As pessoas deveria se conte com seu mandato é trabalha pra o povo pro que sem fosse com a acessória ou com a ex mulher do ex.prefeito não arrumava com fussoa e lamentável o pessamento desse que ai estao deve a sorte que Deus permitiu ms não tranalha pra o.povo mais pra sim probio a veteadora Geusa vem fazendo um otimo.trabalho.muito transparente na casa legislativas q pena que tem vrereadore assim o advogando adriano matos é um grande proficional reconhecido ate no oab da.Paraíba

Comentários