Assentado assume direção de União de Cooperativas da Agricultura Familiar na Paraíba

O assentamento da reforma agrária Canudos, na zona rural do município de Sobrado, na região da Zona da Mata paraibana, sediou, no domingo (9), a assembleia de fundação da União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) no estado. O filho de assentado Jaciel Franklin Pereira da Silva, do mesmo assentamento, foi eleito como primeiro presidente da Unicafes/PB pelos representantes das seis cooperativas que integram a seccional Paraíba – o 22º estado a integrar a entidade.

Participaram do evento, além de representantes de cerca de 3.700 famílias de agricultores beneficiários da reforma agrária vinculadas a 27 cooperativas das regiões do Litoral, do Cariri e do Sertão paraibanos e agricultores familiares de todo o estado, o secretário-executivo da Unicafes Alagoas e vice-representante da juventude nacional da entidade, Rômulo Dantas, o secretário da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido da Paraíba, Luiz Couto, além de representantes de órgãos e entidades apoiadores.

Em seu primeiro discurso como presidente da Unicafes/PB, Jaciel Franklin Pereira da Silva falou sobre a importância de as cooperativas de agricultores familiares paraibanos estarem unidas para disputar o mercado consumidor paraibano, além de editais e de licitações para o fornecimento de alimentos a programas governamentais, a exemplo do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

“As cooperativas paraibanas se encontravam órfãs por não terem um representante único. Por isso, a criação da Unicafes/PB surgiu como uma ideia de fácil aceitação entre os agricultores familiares”, disse o presidente da entidade na Paraíba.

Segundo Jaciel Franklin Pereira da Silva, o número de cooperativas representadas pela Unicafes/PB deve crescer em breve, passando de seis a 27.

“Agora teremos assento nas decisões mais importantes e teremos mais oportunidades de disputar espaços onde geralmente os pequenos produtores individuais não tinham vez”, afirmou.

As cooperativas que integram a Unicafes/PB foram representadas pela presidente da Cooperativa Paraibana de Avicultura e Agricultura Familiar (Copaf), Maria Nazaré dos Santos Barbosa. Para ela, a fundação da Unicafes/PB é um “momento ímpar” porque é a concretização do sonho de unir as cooperativas que representam os agricultores familiares do estado. “Precisamos nos unir para termos representação política”, disse Nazaré.

O secretário da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido da Paraíba, Luiz Couto, garantiu a participação da Unicafes/PB nas discussões sobre as ações e políticas públicas implementadas pela Secretaria. “Os agricultores familiares podem contar com a nossa Secretaria, que vai lutar para que o segmento tenha mais recursos a fim de que os projetos possam crescer e dar retorno aos pequenos produtores”, afirmou Luiz Couto.

Educação do Cooperativismo Solidário

O representante da Unicafes nacional, Rômulo Dantas, nascido em uma área da reforma agrária em Alagoas, destacou a importância da entidade para o fortalecimento da produção dos pequenos agricultores e do escoamento da produção. Ele destacou que, embora a agricultura familiar não tenha sua importância reconhecida pela sociedade, cerca de 70% dos alimentos que chegam às mesas dos brasileiros vêm dos pequenos produtores. “É através dessa federação que vamos gerar mais emprego e mais renda para o povo paraibano”, afirmou Dantas.

Ele deve retornar em breve à Paraíba para implantar o Programa de Educação do Cooperativismo Solidário (Pecsol), um programa que tem por objetivo ofertar aos associados da Unicafes de todo o Brasil o aprimoramento das estratégias organizacionais das cooperativas da agricultura familiar e economia solidária, com foco em ações de fomento e inclusão de novas lideranças na gestão e governança das cooperativas, com empoderamento e fortalecimento do capital social, ampliação do número de multiplicadores, inclusão de jovens e mulheres.

Estandes, comida e forró

O evento que marcou a fundação da Unicafes/PB começou pela manhã e só terminou no início da noite. Não faltou frango, carne de bode, feijão, frutas, doces, bolos e uma banda de forró pé de serra (tradicional).

A Cooperativa de Produção e Industrialização da Aquicultura e Agricultura Familiar da Paraíba (Cindeas), uma das seis cooperativas que integram a Unicafes/PB, presidida por Adriano Pereira da Silva, montou um estande com um tanque-rede e um aquário com tilápias.

Também houve degustação da fábrica de cachaças Caninha do Vovô, que funciona no Sítio São Tomé, na zona rural de Alagoa Nova.

Cooperativas integrantes

Além da Cindeas e da Copaf, integram a Unicafes/PB a Cooperativa dos Empreendedores Rurais Rede Agro, cujo presidente é Jaciel Franklin Pereira da Silva, a Cooperativa dos Produtores Nordestinos da Agricultura Familiar (Cpnaf), representado pelo presidente Deneh Carter Pereira da Silva, da Cooperativa dos Agricultores Familiares do Município de Bananeiras (Coopafab), presidida por Giveraldo Pereira de Azevedo, e da Cooperativa Agroindustrial do Seridó e Curimataú Paraibano Ltda (Cooasc), que tem como presidente Júlio Pereira da Costa.

Apoios

O evento teve o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Paraíba (Senar/PB) da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), da Associação Nacional para Inclusão Digital (Anid), do Projeto Cooperar e das secretarias da Pesca, de Direitos Humanos e da Agricultura Familiar do Governo do Estado da Paraíba, e ainda do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), resultado da parceria entre o Governo da Paraíba e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.