Arthur oferece jantar e recebe apoio de 19 deputados para indicação ao TCE

O presidente da Assembleia Legislativa, Arthur Cunha Lima (PSDB), ofereceu ontem à noite um jantar aos parlamentares que lhe prometeram apoio para a indicação ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. O banquete foi prestigiado por 19 deputados, incluindo João Gonçalves, último a chegar porque estava fazendo uma prova no curso de Direito do Unipê, no qual está matriculado. Socorro Marques, do PPS, não foi, mas justificou a ausência alegando um problema de saúde na família.

A contabilidade pró-Arthur aponta a assinatura de 21 nomes na lista que o apóia ao TCE. Além dos deputados de oposição, Quinto de Santa Rita (PMDB) – ausente ao jantar – também teria revelado sua simpatia pelo presidente da Casa de Epitácio Pessoa.

A sabatina de Arthur começa às 10 horas de hoje na Comissão de Constituição e Justiça. O relator de sua indicação é o deputado Dinaldo Wanderley. Em seguida, às 11h, será a vez de Trocolli Júnior (PMDB), cujo relator será Arnaldo Monteiro. Concluída as sabatinas, os relatores emitirão seus pareceres e à tarde haverá a votação que decidirá o substituto de José Mariz no TCE. O escolhido ocupará um cargo vitalício com salário de R$ 23 mil.

Cautela – Ao contrário de Arthur, o deputado Trocolli Júnior preferiu não comentar o processo de indicação ao TCE e nem nominar os apoios recebidos. Ele limitou-se a dizer que tinha a simpatia do bloco do Governo e de alguns oposicionistas. Ontem, quem falou pelo bloco governista foi a deputada Iraê Lucena (PMDB). Em tom enigmático, a parlamentar disse que a eleição não será fácil: "Tem gente que vai dormir eleito e acaba derrotado", provocou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.