Apoiadores relatam agressões sofridas durante carreata por Haddad, em JP

Um jovem que participou da carreata em apoio ao candidato a presidente, Fernando Haddad (PT), em João Pessoa, nesse sábado (13), contou ao ParlamentoPB sobre o atentado sofrido em meio à manifestação. Ele teve o dedo machucado enquanto o ato passava pelo mercado de Mangabeira.

“A gente estava na carreata e eu tinha pedido para um amigo fazer uma camisa com o rosto de Haddad e o número 13. E na carreata eu estava balançando essa camisa no carro. Aí quando a gente passou pelo mercado de Mangabeira, do nada, uma pessoa pulou em cima e puxou a camisa. Ele puxou com tanta força que meu dedo saiu do lugar, ou seja, ele quebrou”, disse Túlio Pedro ao ParlamentoPB.

“Eu fiquei bem passado porque a gente ficou sem poder fazer nada, o carro estava em movimento, e nem eu ia descer para tomar satisfação com essa gente cheia de ódio no coração. Eu fui durante o percurso todo com o dedo fora do local. Só consegui colocar ele no lugar em casa”, desabafou.

O rapaz também contou sobre as constantes manifestações de contrariedade a Haddad e aos apoiadores do candidato do PT. “Foi uma cena muito louca. A galera ficava apontando, fazendo sinal de arma com a mão. É bem preocupante o que está acontecendo.”

Veja também

Duas pessoas são agredidas em carreata de Haddad em João Pessoa

A amiga de Túlio, que estava no mesmo carro, teve uma bandeira que ela carregava derrubada de sua mão. Eles foram testemunha um do outro da agressão que cada um sofreu. “A minha foi porque eles passaram na moto e bateram na bandeira. Sairam xingando. Sai do carro e fui lá buscar (a bandeira derrubada). O caminho inteiro tivemos ataques das pessoas sinalizando armas nas mãos. Foi horrível e preocupante”.

Outra apoiadora disse ao ParlamentoPB que também teve a bandeira arrancada da mão dela por um homem, em outro carro. “Ele rasgou a bandeira ao meio e tocou fogo nela.”

Comentários