Anastácio: Cortes em orçamento um dia depois da Cúpula do Clima são vergonha

O deputado federal Frei Anastácio disse que o presidente Jair Bolsonaro, mais uma vez, envergonha o Brasil perante o mundo ao cortar recursos do orçamento para o meio ambiente, um dia depois de ter prometido reforçar o orçamento para o setor, na Cúpula de Líderes sobre o Clima. “Esse é mesmo um governo ‘fake news’, que só traz vergonha e desgraça para o Brasil”, disse o deputado.

Ele se referiu ao corte no orçamento para o meio ambiente, no valor de R$240 milhões, um dia depois da reunião dos 40 países que fazem parte da cúpula do clima. “Desde que assumiu o governo, Bolsonaro vem promovendo ataques constantes ao meio ambiente, através do ministro ‘molenga’, Ricardo Salles”, atacou.

O parlamentar destacou que o mais atingido por esses cortes foi o IBAMA. “O corte no orçamento para o IBAMA foi de R$ 198 milhões. Desse valor, R$ 142 milhões foram retirados da fiscalização. Bolsonaro quer desmontar toda e qualquer ação de fiscalização. Ele vai deixar madeireiros, garimpeiros e grileiros ilegais livres para continuar devastando o meio ambiente”, afirmou.

O congressista lembrou ainda que, além desses cortes de recursos, Bolsonaro já retirou toda autonomia da fiscalização, ao determinar que toda multa aplicada terá que passar pela aprovação de um superior no IBAMA. “Esse presidente é tão ‘cara-de-pau’, que faz tudo isso e ainda acha que o povo e o mundo não estão vendo. Ele sempre diz o que não faz, na prática, e empurra o Brasil cada vez mais para o abismo econômico, ambiental e sanitário”, disse.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.