Amorim aponta compra de mandatos para deputado federal na Paraíba

O vereador pessoense Geraldo Amorim (PDT) acusou hoje a prática de compra de mandatos nas eleições da Paraíba. Ele destacou que muitos já sabem quem serão os deputados federais que serão eleitos no ano que vem. “Pelo menos uns oito a gente sabe que já estão eleitos”. Amorim citou a importância da Educação “para melhorar o modo de votar da população”. Ele disse que a reforma política e eleitoral não resolve nada, mas que a Educação vai melhorar o nível dos políticos.

Segundo Amorim, existe uma cultura no Brasil de compra de mandatos. Para ele, dois critérios deveriam ser obedecidos na escolha dos candidatos: existência de ficha limpa e rejeição a quem compra mandato. Geraldo Amorim criticou as idéias de lista fechada e de financiamento público de campanha, afirmando que nenhum sistema é totalmente infalível.

Amorim recebeu um aparte de João dos Santos (PR) que lembrou que quanto menos educado, menos o eleitor saberá votar. Já Sandra Marrocos (PSB) disse que o investimento tem que acontecer nos partidos políticos. Ela defende a votação em lista fechada, com alternância de gêneros (homem e mulher). Bruno Farias (PPS) diz que boa parte da população vota muito mal, porque tem baixa instrução. “Quando algo está dando errado, é preciso mudar”. Tavinho Santos (PTB) disse que a lista fechada causará um impacto, mas se o partido não se democratizar, ninguém vai querer ir para ele. Ele diz que é contra o financiamento público de campanha, porque iriam burlar o sistema de qualquer maneira.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.