Wendel Limeira

Wendel Limeira é formado em Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV pela Universidade Federal da Paraíba.


Amor nos tempos de Covid

A casa estava limpa, a louça lavada e os móveis brilhando, sem um traço de poeira. Mas eles sempre esqueciam de lavar a roupa suja. Foram ao supermercado e compraram tudo o que viram pela frente. Estocaram comida para o resto da vida. A geladeira estava entupida, o armário esborrando e a despensa cheia de papel higiênico. Mas a paciência havia esgotado.

O casal se sentia confinado num reality show sem audiência. Não tinham ânimo para assistir uma live sertaneja, nem bater panela nos anúncios do presidente. Pelo visto, nem as máscaras N95 conseguiram filtrar a insatisfação dos dois.

Os sintomas eram os mesmos de grande parte da população: home office grande parte do dia, WhatsApp com os amigos, e dor de cabeça na hora do sexo. Não conseguiam escolher uma série para maratonar na Netflix ou uma playlist para escutar no Deezer. Tudo era muito cansativo, apesar de não irem ao Crossfit, nem ao treino funcional na praia, que estava interditada.

Começaram a questionar o universo. Essa quarentena só poderia ser obra do diabo – Coitado! Acessaram o Personare, fizeram o mapa astral, escolheram cartas no tarot online, mas nada trazia uma solução.

Baixaram um aplicativo no celular e praticaram yoga. No início até se sentiram relaxados, mas as notícias no Jornal Nacional os deixaram estressados. Só queriam que aquilo tudo passasse rápido para a vida voltar ao normal.

O distanciamento social aos poucos foi acabando. Mas o distanciamento matrimonial permaneceu mais forte que nunca. Só a terapia de casal deu jeito: optaram pelo divórcio.

** Nos países afetados pela pandemia, o número de divórcios disparou durante a quarentena. De acordo com o jornal chinês em língua inglesa The Global Times, a cidade de Xi’am, de 12 milhões de habitantes e capital da província de Shaanxi, região central da China, registrou um recorde no número de pedidos de divórcio. Em muitas outras cidades, inclusive, sequer há horários disponíveis nos cartórios para tratar do assunto. De acordo o Google Brasil, entre os dias 13 e 29 de abril, houve um salto de 9900% no interesse na busca pelo termo “divórcio online gratuito”.

3 comentários

  • Karina Fonseca
    08:04

    Colunista maravilhoso!!! Texto excelente!!

  • Camila Arruda
    08:04

    A gente não está nem se aguentando, quem dirá os outros! Kkkk

  • Paula Franco
    08:04

    Uma grande verdade que vem acontecendo com os casais nessa pandemia. Texto espetacular!!! Parabéns!!!

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.