Ambulantes protestam na Câmara contra agentes da Sedurb

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária de hoje, recebeu em suas galerias representantes dos ambulantes da cidade, que solicitavam auxilio nas negociações com a prefeitura em relação à pratica de suas atividades. Eles reclamam da violência praticada por alguns agentes da Sedurb contra os informais. O estopim da crise foi registrado domingo passado, em Tambaú, quando a vendedora Franciane Sampaio, de 34 anos, denunciou ter sido violentamente reprimida em sua atividade comercial pelos agentes da Sedurb.

O vereador Zezinho Botafogo (PSB), vice-presidente da Casa, propôs a criação de uma comissão para acompanhar os manifestantes até o gabinete do secretario de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) da Capital, Hildevânio Macedo.

“Vamos acompanhar as negociações porque eu conheço a maioria das pessoas que estão aqui. Mas a cidade precisa de organização. Existem critérios para manter a ordem na cidade e vamos procurar, seguindo esses critérios, atender às reivindicações desses profissionais. Mas não se pode ter muitos ambulantes na cidade de forma desordenada”, declarou Zezinho Botafogo.

O presidente da Casa, vereador Durval Ferreira (PP), formou uma comissão para discutir o assunto com a prefeitura, composta por ele e pelos vereadores Sandra Marrocos (PSB), Zezinho Botafogo, Jorge Camilo (PT), Ubiratan Pereira, o Bira (PSB), e Sérgio da Sac (PRP). Em seguida, o presidente encerrou a sessão para que a comissão acompanhasse os ambulantes ao gabinete do secretario.     

A líder do "Movimento dos Ambulantes de João Pessoa", Márcia Medeiros, disse que o movimento está solidário a uma ambulante que teria sido agredida durante um evento na Capital. Medeiros disse que solicitará das autoridades que dêem atenção ao momento do cadastramento dos ambulantes, no momento de participar de eventos, pois, como ocorre atualmente, ela informa que é “necessário chegar de madrugada e leva o dia praticamente inteiro para conseguir efetuar o cadastro”. Ela ainda reivindica do prefeito a liberação do comércio dos ambulantes no Centro Histórico.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.