Agra já admite mudar líder de situação e recusa pedir audiência a Maranhão

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), revelou, durante entrevista concedida à Rede Paraíba Sat, que não decidiu ainda o que fazer em relação ao líder do bloco aliado na Câmara Municipal, Tavinho Santos (PTB). Apesar de declarar sua estima pelo vereador, com quem tem uma relação de amizade, o chefe do executivo pessoense acrescentou que a situação do líder é contraditória porque seu partido decidiu apoiar a reeleição do governador José Maranhão (PMDB).

– Eu não decidi e nem costurei ainda esta questão. Com essa decisão do PTB estadual, criou-se um novo quadro e aí eu não posso garantir que a liderança vai ficar com Tavinho. Não se tratam de contestações localizadas, mas da própria situação, que é relativamente contraditória. Quando a campanha estiver deflagrada, o que vai acontecer? O PTB vai estar do lado do nosso oponente e Tavinho também é candidato à Assembleia Legislativa. E aí? como é que vai ficar? Nós vamos dialogar e esta questão ainda não tem definição.

Sobre o relacionamento com o Governo do Estado, Agra declarou que não vai pedir audiência ao governador José Maranhão:

– Não vou. Eu só irei ao Palácio da Redenção se houver um ambiente propício e civilizado e não essa política predatória que está aí. Do jeito que está, está muito difícil, principalmente no quesito Cagepa, que é um dos principais problemas urbanos de João Pessoa em relação à poluição dos recursos hídricos, às cirurgias mal feitas nas ruas e logradouros, e à insatisfação da população e onerando o município porque tivemos que investir R$ 36 milhões na área de saneamento, que não era nossa obrigação.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.