Aécio divulgará opção pelo Senado em 11 de janeiro

A disputa entre José Serra e Aécio Neves tem data para terminar: 11 de janeiro de 2010. 

Nesse dia, uma segunda-feira, se o PSDB não tiver tomado sua decisão, Aécio tomará a dele.

Será formalizada em carta dirigida a Sérgio Guerra, presidente do partido. No texto, o governador de Minas informará:

1. Inviabilizada o seu desejo de concorrer à Presidência, vai disputar uma cadeira no Senado.

2. Passará a se dedicar à formação do palanque mineiro, sobre o qual venderá a candidatura de seu vice, Antonio Anastasia, ao governo do Estado.

3. Reiterará seu compromisso com o projeto nacional do tucanato. 

4. Não mencionará o nome de Serra, já que, formalmente, ele não se admite como presidenciável.

5. Mas anotará que estará à disposição, para ajudar a eleger o candidato que o partido indicar à sucessão presidencial.

Aécio programou uma viagem para o final do mês, época em que o país estará mergulhado nas festas de final de ano.

Retorna a Belo Horizonte na primeira semana de janeiro. E encerra no dia 11 a pendenga que Serra tenta empurrar para março.

Em privado, Sérgio Guerra disse a Aécio que trabalha para produzir uma decisão até janeiro.

Mas o governador mineiro rumina a suspeita de que o partido terminará se rendendo à vontade de Serra.

Daí a decisão de esperar apenas até o início de janeiro. Acha que, daí em diante, as costuras políticas se solidificam.

Convenceu-se de que a demora inviabiliza o principal pilar de sua estratégia: a suposta capacidade que teria de atrair partidos que gravitam em torno de Lula.

Nesta segunda-feira (7), Aécio lançou formalmente o vice Anastasia como seu candidato à sucessão mineira.

Deu-se numa convenção estadual do PSDB. Em conversa com repórteres, revelou que se encontrará com Serra na sexta (11).

Viajam juntos para Teresina (PI). Ali, vão participar de um seminário tucano sobre infraestrutura.

Os repórteres recolheram da entrevista de Aécio a impressão de que ele atribuía à conversa com Serra importância capital.

Noticiou-se inclusive que a decisão do PSDB poderia ser tomada já na sexta-feira, em Teresina.

À noite, de passagem por São Paulo, Aécio esclareceu que fora mal interpretado.

Apenas dissera que o encontro com Serra é mais uma oportunidade para que conversem. Mas não imagina que disso resultará uma decisão.


Blog de Josias de Souza

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.