Advogado de Couto impetra ação e diz que PT fere isonomia dos candidatos

Não houve acordo pelo diálogo e o deputado federal Luiz Couto (PT) autorizou o advogado Edward Johnson a dar entrada em uma representação eleitoral direcionada à Coligação Paraíba Unida por causa da exclusão de seu programa do guia eleitoral gratuito do rádio e da televisão. O impasse se estabeleceu porque Couto não aceita exibir o cenário em que aparece o governador José Maranhão (PMDB). Da mesma forma, o PT paraibano não abre mão de que a imagem seja usada. Johson conversou com o Parlamentopb e disse que vai entregar a ação ao TRE hoje à tarde.

– Procurei até ontem intermediar uma solução consensual, mas não houve como. Infelizmente, vamos recorrer à Justiça Eleitoral. O partido não pode negar o espaço, que é cedido de maneira pública, a um candidato. Luiz Couto teve sua candidatura homologada e é candidato como todos os outros. Mesmo assim, não teve assegurado o tempo para exibir suas propostas no guia eleitoral. Desta forma, o PT está ferindo o princípio da igualdade e da isonomia. Além disso, o partido exige que Couto, no espaço proporcional, divulgue um candidato da majoritária, o que ele se recusa a fazer.

A representação tem um pedido de liminar para assegurar que as inserções sejam veiculadas o mais rápido possível.

Estima-se que a queixa, que trata de propaganda eleitoral, seja julgada em um período máximo de uma semana.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.