Advogado de Cássio pede renúncia no caso do Jornal A União

O advogado Rodrigo de Sá Queiroga já não mais atua no processo contra o ex-governador Cássio Cunha Lima no Tribunal Superior Eleitoral, que trata do uso do jornal A União na campanha de 2006. O advogado pediu a exclusão do seu nome como patrono de Cássio no processo.

O comunicado de renúncia de Rodrigo de Sá Queiroga foi publicado hoje no Diário da Justiça, conforme despacho abaixo:

RECURSO CONTRA EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA Nº 736 (31720-35.2007.6.00.0000) JOÃO PESSOA-PB
RECORRENTE: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL
RECORRIDO: CÁSSIO RODRIGUES DA CUNHA LIMA
ADVOGADOS: EDUARDO ANTÔNIO LUCHO FERRÃO e Outros
RECORRIDO: JOSÉ LACERDA NETO
ADVOGADA: ADRIANA BATISTA LIMA DANTAS
ASSISTENTE: JOSÉ TARGINO MARANHÃO
ADVOGADO: FERNANDO NEVES DA SILVA
ASSISTENTE: LUCIANO CARTAXO PIRES DE SÁ
ADVOGADO: LUIZ CARLOS LOPES MADEIRA
Ministro Marco Aurélio
Protocolo: 3.034/2007
Protocolo: 20.883/2010 JOÃO PESSOA-PB
RODRIGO DE SÁ QUEIROGA, ADVOGADO

DESPACHO

MANDATO – RENÚNCIA AOS PODERES OUTORGADOS.
1. O Gabinete prestou as seguintes informações:
Rodrigo de Sá Queiroga, profissional da advocacia regularmente constituído, comunica haver renunciado aos poderes outorgados por Cássio Rodrigues da Cunha Lima. Apresenta cópia de documento para comprovar a notificação prevista no artigo 45 do Código de Processo Civil. Requer a exclusão como patrono do recorrido na autuação.
Consigno a existência de outros patronos constituídos.
O processo encontra-se no Gabinete.
2. Juntem.
3. Observem a renúncia.
4. Publiquem.

Brasília, 2 de agosto de 2010.
Ministro MARCO AURÉLIO
Relator


Lana Caprina

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.