Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Ação de combate ao furto de energia resulta em 7 prisões

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Até o momento, em toda Paraíba, foi recuperado energia suficiente para abastecer as residências de um munícipio do tamanho de Sousa, por um mês

A Energisa Paraíba, em parceria com Polícia Civil e Militar, realizou mais de 90 inspeções no Sertão da Paraíba com foco no combate ao furto de energia e ligações clandestinas. A ação, que aconteceu na última terça-feira (09) percorreu as cidades de Pombal e Bom Sucesso.

Durante as fiscalizações, as equipes flagraram mais de 20 ligações irregulares e a Polícia executou 7 ordens de prisão pelos furtos de energia. Para essa operação foram envolvidos cerca de 40 colaboradores da Energisa e da Polícia Civil. Ao todo a energia recuperada em estabelecimentos comerciais e residenciais, foi de 105.800 KWh, o suficiente para atender 84 residências durante 6 meses.

O furto de energia é crime, previsto no Código Penal, no art. 155 e art. 171, com pena de até quatro anos de reclusão e multa. Além de crime, o desvio de energia coloca a vida das pessoas em risco, pois essas ligações podem provocar não só a queima de equipamentos, mas também curtos-circuitos e incêndios. A prática também sobrecarrega a rede de distribuição, já que a rede elétrica é planejada para atender os clientes regulares e cadastrados nos sistemas da companhia.

“É importante reforçar que o furto de energia prejudica os demais clientes, pois a energia desviada sobrecarrega a rede, provocando quedas ou oscilações de energia e queima de transformadores, por exemplo”, explica o coordenador de medição e combate a perdas da Energisa Paraíba, Edivaldo Brandão.

Furto de Energia em 2024

O combate ao furto de energia continua sendo uma das prioridades para 2024. Esse ano, a empresa aplicará cerca de R$ 20 milhões na regularização e combate a essa prática ilegal, atuando com inspeções, tecnologia e inteligência de dados.

Até o momento, em toda Paraíba no primeiro trimestre de 2024 foi recuperado 11.000.000 kWh o que significa que pode abastecer residências de um munícipio do tamanho de Sousa, por um mês. Este ano, foram realizadas 30 mil inspeções e encontradas aproximadamente 6 mil irregularidades por meio de análises de histórico de consumo e denúncias. Mais de 20 pessoas foram presas.

Como denunciar

A Energisa fiscaliza com frequência a rede elétrica para constatar irregularidades, mas as denúncias também são fundamentais para combater os atos criminosos. Ligações clandestinas e fraudes nos medidores podem ser denunciadas de forma anônima pelo telefone 0800 083 0196 ou pelo whats app www.gisa.energisa.com.br e ainda pelo aplicativo Energisa On. A denúncia é anônima.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

sergioequeoriga

“Quero Quero” e o discurso contraditório do “agora é oficial”

gleisi1

PT deve anunciar na segunda que postura adotará nas eleições deste ano

matheusmnachtergaele

FestincineJP: saiba tudo sobre festival que vai exibir 42 filmes gratuitos

farmaciairregular (1)

Farmácias irregulares são interditadas em Araruna e Cacimba de Dentro

vacina seringa FOTO Pixabay

Paraíba registra sexta maior taxa de vacinação contra a Covid-19, no primeiro trimestre de 2023

arroz FOTO marcello casal jr agencia brasil

Governo Federal autoriza compra de 1 milhão de toneladas de arroz

chuva FOTO Pixabay

Inmet alerta para chuvas intensas na Grande João Pessoa e Litoral Norte e Sul

atos golpistas 8 de janeiro FOTO marcelo camargo agencia brasil

PRF prende envolvido nos atos golpistas de 8 de janeiro que tentava fugir para a Argentina

preso FOTO Pixabay

Suspeito de aplicar golpe em venda de carro na Paraíba é preso em Maceió

quina sao joao FOTO marcello casal jr agencia brasil

Mega-Sena sorteia prêmio R$ 47 milhões e começam apostas da Quina de São João