A pedido de Bolsonaro, Queiroga vai a Lucena investigar doses aplicadas indevidamente em crianças

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, esteve na manhã desta segunda-feira (17) em Lucena, onde crianças foram vacinadas com doses de adultos. Durante visita a uma Unidade Básica de Saúde, o ministro disse que a visita foi feita a pedido do próprio presidente Jair Bolsonaro e que é preciso fazer um monitoramento rigoroso para verificar possível ocorrência de adventos adversos.

“Nós consideramos um erro vacinal. São 48 crianças e cabe as autoridades sanitárias locais e do estado fazer essa vigilância”, afirmou.

Ele disse que uma das reações possíveis é a miocardite. “Havendo qualquer tipo de repercussão, a principal e mais frequente complicação é a inflamação no coração chamada miocardia e também verificar a resposta imunológica a vacinação dessas crianças a essa vacina”, declarou.

Vacinas também estavam vencidas

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, revelou ontem que as vacinas para adultos e adolescentes, aplicadas em crianças, estavam vencidas.

A Prefeitura confirmou o caso e disse que foi uma falha da uma funcionária, a qual já foi afastada e será alvo de inquérito administrativo.

O lote FM 3457 tinha doses vencidas e a denúncia da vacinação em crianças, quando ainda não tinham chegado à Paraíba as doses para menores de 12 anos, foi feita por uma mãe nas redes sociais. Ela foi convocada pelo Ministério Público Federal a depor sobre o caso. A Prefeitura também foi acionada.

A Prefeitura de Lucena também informou que as crianças vacinadas de forma errada estão sendo monitoradas e colocou à disposição os médicos municipais para auxiliar as famílias.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.