38 anos: PC anuncia reestruturação administrativa e criação de novas Delegacias Especializadas

A Polícia Civil da Paraíba completou 38 anos de fundação no dia 21 de agosto deste ano e, como parte das comemorações da data, o governador João Azevedo anuncia nesta terça-feira (27), às 10h, na sede da Acadepol, em João Pessoa, a criação da Delegacia de Roubos e Furtos de Patos-PB e a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção no Estado, com sede na Capital.

Além dessas ações, o Decreto transforma a Delegacia de Combate ao Crime Organizado em Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO). Na ocasião, também será encaminhado o Projeto de Lei que trata da reestruturação administrativa da Polícia Civil.

A solenidade deverá ter ainda a entrega de certificados a alunos que concluíram cursos profissionalizantes no Projeto Criança Cidadã realizado na Acadepol e entrega da Medalha “Governador Tarcísio de Miranda Burity”, que é a comenda mais alta da Polícia Civil da Paraíba, a pessoas que que prestaram relevantes serviços à Instituição.

O Decreto de criação das novas delegacias está inserido nos propósitos do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) e atende a uma solicitação do Secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, em consonância com as diretrizes adotadas pela Delegacia Geral da Polícia Civil da Paraíba, através do Delegado Geral Isaías Gualberto.

Segundo o delegado geral, Isaías Gualberto, isso reflete o bom momento vivido pela Polícia Civil, que vem mantendo a redução nos índices de homicídios ao longo dos anos. “Estamos vivendo um momento especial para a Polícia Civil da Paraíba, tanto na questão da queda dos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), quanto na própria estrutura da Instituição, que vem passando por transformações consideráveis em sua gestão”, destacou.

A necessidade da criação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Patos-PB surgiu após a Secretaria da Segurança do Estado ter criado uma Força Tarefa com a finalidade de atuar nas ocorrências que envolvam furtos por meio de explosões e arrombamentos de instituições bancárias e de terminais de auto-atendimento, bem como de roubos a empresas e veículos de transportes de valores no Estado.

De acordo com o secretário Jean Nunes, as ações de prevenção, inteligência policial e repressão de forma integrada já vinham acontecendo tanto na Capital, quanto no interior do Estado, e as delegacias especializadas de roubos e furtos integrarão a composição da Divisão de Investigação. “Ocorre que somente existem delegacias especializadas dessa natureza em João Pessoa e Campina Grande, fazendo-se mister também a criação de uma delegacia especializada de roubos e furtos em Patos”, argumentou o secretário, lembrando que essa medida visa também atender ao plano operacional imposto pela Portaria n.º 018/2019/SESDS.

Já a criação da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção se faz necessária de modo que o Estado da Paraíba possa se coadunar à Portaria n.º 631/2019, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. “Essa Portaria estabelece, dentre os critérios de rateio dos recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública em seu art. 3º, inciso VIII, a necessidade de criação e efetivo funcionamento na Polícia Civil de unidade dedicada exclusivamente ao combate à corrupção”, concluiu.

38 anos: PC anuncia reestruturação administrativa e criação de novas Delegacias Especializadas

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.