Jeová sugere que Dra. Paula oriente marido a anular contrato com empresa ficha suja

A disputa eleitoral em Cajazeiras e a ascensão do candidato Marquinhos Campos (PSB), irmão do deputado estadual Jeová Campos (PSB), tem deixado a atual administração municipal preocupada. Isto porque, além da receptividade da candidatura de Marquinhos, ele vem denunciando irregularidades na atual gestão. A esposa do atual prefeito, Zé Aldemir, Dra. Paula, espalhou pela imprensa cajazeirense que a chapa adversária anda ‘divulgando Fake News’.

“Nós temos documentos oficiais, tirados do Sagres e do Portal da Transparência da Prefeitura, que comprovam que a atual gestão contratou empresas fichas sujas, a exemplo da Maxicasa. O que a Dra. Paula deveria fazer é orientar seu marido a não contratar empresas ficha suja, exigindo que ele anulasse o contrato com a empresa em questão e não ficar, ela própria, espalhando Fake News por ai”, disparou o deputado estadual Jeová Campos.

Um levantamento feito no Portal da Transparência da Prefeitura mostra que, a partir do ano de 2017 até 20 de setembro deste ano, as empresas MAXICASA, MAXICON e CONSTRUPAV tiveram empenhados valores diferentes para execução de diversos serviços. A MAXICASA foi contratada para contratar mão de obra (Pedreiro, Servente, Eletricistas, etc, para pavimentação e construção do cemitério da Zona Norte e para tanto recebeu R$ 4. 695.794,3,93. Já a MAXICON, foi contratada para locação de máquinas pesadas e recebeu da atual gestão o equivalente a R$ 1.167,225,00 por tais serviços. A CONSTRUPAV contratada para disponibilizar caminhão basculante recebeu dos cofres municipais R$ 371.150,00.

Noutros contratos com a MAXICASA, a prefeitura gastou R$ 1.349.273,12 para execução de serviços de manutenção de paralelepípedos em diversas vias públicas, disponibilizando para tanto, R$ 672.210,12. Também contratou a mesma empresa para construção de portais, pagando para isso R$ 150.802,10 e ainda pagou R$ 526.260,90 à MAXICASA para implantação de pavimentação de vias públicas urbanas em Cajazeiras. “A Dra. Paula precisa rever o conceito de Fake News, pois as denúncias que fizemos e que ainda iremos fazer não são notícias falsas, mas, desvios e má conduta da atual gestão, que não tem utilizado os recursos públicos de Cajazeiras com honestidade”, destaca o deputado Jeová Campos, lembrando que todas essas empresas são da mesma família de Carlos Rafael, réu na Operação Andaime e agora no centro da nova Andaime, na atual gestão de Zé Aldemir.

O parlamentar lembra ainda que a MAXICASA está sob sanção, desde o dia 13 de maio último e até 12 de maio de 2022, em função de inidoneidade pela Lei de Licitações. “Logo, essa empresa não poderia continuar prestando serviços à prefeitura de Cajazeiras e a nenhum outro órgão ou instituição pública”, reitera Jeová.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.