Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Vacina que protege contra o HPV passa a ser adotada em dose única

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A vacinação que protege contra o HPV, que tinha esquema de duas doses, passou a ser administrada em dose única. A determinação foi anunciada nesta terça-feira (2), pelo Ministério da Saúde (MS). A vacina é indicada para meninos e meninas de 9 a 14 anos; vítimas de abuso sexual de 15 a 45 anos (homens e mulheres) que não tenham sido imunizadas previamente; pessoas que vivem com HIV; transplantados de órgãos sólidos e de medula óssea; e pacientes oncológicos na faixa etária de 9 a 45 anos.

A vacina é quadrivalente e protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus. “Essa prevenção desempenha um papel crucial na prevenção de lesões genitais pré-cancerosas associadas ao colo de útero, além de oferecer proteção contra verrugas genitais. Disponibilizamos o imunizante em todas as salas de vacinas da rede municipal e fazemos campanhas preventivas nas escolas, além de promover ações de conscientização para prevenção”, destacou Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização da Prefeitura de João Pessoa.

Sobre a infecção – O HPV é considerado atualmente a infecção sexualmente transmissível mais comum em todo o mundo e o principal causador do câncer de colo de útero. A estimativa do Ministério da Saúde é que cerca de 17 mil mulheres sejam diagnosticadas com a doença no Brasil todos os anos.

Apesar de se tratar de uma enfermidade que pode ser prevenida, ela segue como o quarto tipo de câncer mais comum e a quarta causa de morte por câncer em mulheres – sobretudo negras, pobres e com baixos níveis de educação formal.

Segundo nota técnica do Ministério da Saúde, um estudo realizado em 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal (Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional da Infecção HPV/POP Brasil), que incluiu homens e mulheres entre 16 e 25 anos de idade, identificou taxas de prevalência de 52,3% a 63,5% de qualquer tipo de HPV, e taxas de HPV de alto risco de 39,8% a 53,1%.

Dentre os 12 genótipos oncogênicos do vírus HPV descritos, os tipos 16 e 18 são responsáveis por cerca de 71% dos casos de câncer de colo de útero e por mais da metade dos casos de outros cânceres relacionados ao HPV, enquanto os tipos 6 e 11 são responsáveis por cerca de 90% dos casos de verrugas genitais.

A vacina HPV quadrivalente incorporada em 2014 no Calendário Nacional de Vacinações do Brasil protege contra os tipos virais de HPV 6, 11, 16 e 18. A prevenção primária, por intermédio da vacinação contra o HPV é, portanto, essencial para a prevenção dos cânceres relacionados a esse vírus e outras doenças associadas.

Onde receber a dose – A Prefeitura de João Pessoa segue promovendo a prevenção por meio da vacinação em todas as salas de vacinas localizadas nas unidades de saúde da família (USF), policlínicas municipais e no Centro Municipal de Imunização, no bairro da Torre, com atendimento de acordo com o horário de funcionamento de cada serviço.

Documentação – Para ter acesso a dose, basta o pai ou o responsável comparecer ao serviço com a caderneta de vacinação da criança ou do adolescente, juntamente com um documento oficial, além do Cartão SUS.

 

 

 

Imagem: Julia Prado/MS

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada