Pesquisadora denuncia ser ameaçada por defender descriminalização do aborto

A professora da Universidade de Brasília (UnB), Débora Diniz, denunciou estar sendo ameaçada de morte por conta de sua defesa pela descriminalizaçao do aborto