Prefeitura de Cajazeiras fecha serviços não essenciais para conter coronavírus

 

Novo decreto publicado pela Prefeitura de Cajazeiras determinou, a partir desta quinta-feira (18), o fechamento de todos os estabelecimentos considerados não essenciais na cidade. A quarentena coletiva no município permanecerá de hoje até o dia 28 e tem como objetivo conter o avanço do novo coronavírus na cidade. O decreto levou também em consideração a alta taxa de ocupação dos leitos destinados para pacientes com covid na cidade.

Bares, restaurantes, lanchonetes, food truck e congêneres poderão funcionar via “delivery e ou take-out”.

O decreto proíbe as atividades de forma presencial em unidades de ensino pública e privada, permitida a disponibilização de vídeo-aulas mediante gravação nas dependências de ensino.

Também estão proibidas todas as atividades aptas a causarem aglomeração, como shows, parques, jogos de futebol, cinema, teatro, casas noturnas e congêneres.

Os estabelecimentos comerciais continuarão abertos, mas só podem funcionar com lotação máxima de 30% de sua capacidade normal, observando o distanciamento mínimo de 2 metros entre uma pessoa e outra.

O decreto é assinado pelo prefeito José Aldemir Meireles, que esteve sob suspeita de Covid. O prefeito, inclusive, passou alguns dias internados, inicialmente em Sousa e depois em João Pessoa.

No Hospital Memorial São Francisco, na capital paraibana, José Aldemir foi submetido a exames no último dia 12, mas já obteve alta e foi se recuperar em casa.

O quadro que levou à internação inicial no Hospital Santa Terezinha, em Sousa, foi uma severa infecção intestinal, mas, diante de outros sintomas, existia a suspeita de infecção pelo novo coronavírus.

Mas a esposa do prefeito, a deputada Doutora Paula, garantiu que ele fez exames e que os testes deram negativo para covid.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.