Policial baleado pelo filho, que matou mãe e irmão em Patos, recebe alta hospitalar

O policial militar reformado, baleado pelo filho adolescente de 13 anos, recebeu alta hospitalar neste sábado (9). Ele estava internado no Hospital de Trauma de Campina Grande desde 19 de março, quando foi atingido por tiros disparados pelo menor que, na mesma situação, matou a mãe e o irmão caçula, de 7 anos.

O adolescente contou, em depoimento à Polícia Civil, que atirou na família por causa da proibição que sofria de usar o celular e a cobrança devido às notas baixas na escola. Ele foi internado em unidade de medida socioeducativa.

O sargento Benedito foi internado com uma bala alojada na coluna e está paraplégico, no momento, quadro que os médicos avaliam se poderá ser revertido.

Confira também

Em áudio, sargento baleado diz que não quer o filho preso: “Foi tudo influência. Ele é um menino bom”; Ouça

Adolescente que matou mãe, irmão e baleou pai em Patos revela “motivo”; veja

O pai já manifestou pedido para que o filho seja retirado da internação em unidade socioeducativa e quer cuidar dele em casa, mesmo depois de toda a situação ocorrida.

O médico, Cirurgião Geral Caio Guimarães, falou sobre a alta hospitalar do sargento Benedito.

 

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.